Justiça de São Paulo autoriza volta de bandeiras de mastro aos estádios do Estado após 26 anos
Rafael Ribeiro
Justiça de São Paulo autoriza volta de bandeiras de mastro aos estádios do Estado após 26 anos


O Tribunal de Justiça de São Paulo autorizou, na tarde desta terça-feira (26), o retorno das bandeiras de mastro aos estádios do Estaso. O artefato estava banido desde meados de 1995, após briga generalizada entre palmeirenses e são-paulinos em evento conhecido como a 'Batalha do Pacaembu'.


GALERIA
+ Veja as chances de título, classificação à Libertadores e rebaixamento ao fim do 1º turno do Brasileirão


A decisão do juiz Fabrício Reali Zia atende pedido feito pela Drade (Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva), que intercedeu favorável à entrada das bandeiras com hastes e suportes com entrada e controle feito pela Polícia Militar.

Em sua decisão, o magistrado entendeu que o acesso dos artefatos às praças esportivas paulistas atende o Estatuto do Torcedor, lei federal que já previa a liberação das bandeiras.

'O espírito da Lei em se permitir o lazer cultural brasileiro, sem se descurar da segurança, é de se conceder a autorização para a entrada de torcedores portando bandeiras, direito que fica condicionado ao intuito de manifestação festiva e amigável', destacou Zia em sua decisão.

Caberá à PM a decisão de liberar tamanho, formato, setores e quantidade.

O Ministério Público Estadual pode recorrer da decisão, que foi em primeira instância.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários