Fluminense bate o Bragantino e continua em busca do líder Palmeiras
redacao@odia.com.br (O Dia)
Fluminense bate o Bragantino e continua em busca do líder Palmeiras

Com direito a falta de gerador e sem VAR disponível no segundo tempo pela falta de energia, o Fluminense fez mais um bom jogo no Campeonato Brasileiro, mas dessa vez foi contra o Red Bull Bragantino, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 19ª rodada do torneio. O Tricolor não deixou o Massa-bruta respirar, venceu por 2 a 1, chegou a 34 pontos, continua na busca do líder Palmeiras e Cano, autor do segundo gol, está perto de atingir importante marca pelo time carioca. Arias fez o primeiro do Flu e Lucas Cândido descontou para os visitantes.

O Fluminense fez um bom primeiro tempo contra o Red Bull Bragantino e chegou até balançar a rede, mas o árbitro marcou irregularidade. O primeiro lance de perigo foi logo aos dez minutos. Caio Paulista recebeu de Nonato, dividiu com Lucão e viu a bola bater no poste direito. Em um lance esquisito, quase saiu o primeiro do Tricolor.

A todo momento, o Fluminense, com ótima atuação de Ganso no meio de campo e Caio Paulista, que se tornou na lateral nas mãos de Fernando Diniz, buscava o gol, como já se esperava por estar jogando em "casa" (em Volta Redonda porque o Maracanã passa por manutenção no gramado).

Aos 21 minutos, André lançou, com um passe digno de cinema, e deixou Cano cara a cara com o goleiro. O artilheiro botou a bola na rede, mas o bandeira apontou impedimento e de forma correta, segundo o árbitro de vídeo. Aos 33, o Bragantino chegou com perigo pela primeira vez no jogo. Aderlan bateu cruzado, Lucas Evangelista desviou e quase marcou. A bola passou pertinho da trave direita de Fábio.

Na jogada seguinte, aos 34, Cano esticou para Samuel Xavier e apareceu na área para receber o cruzamento. O centroavante chegou meio desengonçado, isolou a bola e perdeu uma chance clara. Esta foi a última grande chance na primeira etapa, que foi movimentada no Raulino de Oliveira.

Antes de iniciar o segundo tempo, os técnicos dos clubes foram comunicados que não teria VAR porque não teria energia elétrica no estádio Raulino de Oliveira. Mais uma demonstração que o futebol brasileiro ainda precisa evoluir bastante e em alguns momentos é várzea.

Porém, com ou sem VAR, o Fluminense continuou sendo melhor na etapa final e, logo no primeiro minuto, a bola teimou em não entrar para o Flu. Matheus Martins cruzou, Lucão saiu sem jeito e deixou para Caio Paulista acertar a trave. Na sobra, Cano pegou de primeira e exigiu grande defesa do goleiro do Braga.

Porém, aos 16, não teve quem evitasse o gol tricolor. Após o Flu envolver a área do Bragantino, Matheus Martins encontrou o colombiano sozinho. Cara a cara com Lucão, o meia tirou do goleiro com facilidade para abrir o placar. E não parou por aí... aos 20 minutos, Arias recebeu na entrada da área e levantou a bola com estilo para Cano. Sem deixar cair, o argentino girou e enterrou a bola dentro do gol. Que jogada sensacional do setor ofensivo.

Cano, com este gol, chegou a 29 gols no ano em 47 jogos e está próximo de passar da marca de 30 gols em uma única temporada. O último a conseguir esse número foi Henrique Dourado, em 2017, quando fez 32. Ou seja, a expectativa é que o argentino ultrapasse o Ceifador.

Como o Raulino de Oliveira estava sem gerador e, consequentemente, sem luz nos refletores, a qualidade técnico do jogo caiu conforme a luz solar foi diminuindo. Então, o duelo, que antes tinha uma boa qualidade técnica, ficou feio de assistir, com os jogadores já na base da raça e vontade.

O Tricolor, com vantagem no marcado, tentava se segurar, mas acabou tomando gol. Na cobrança de escanteio de Artur, Lucas Cândido subiu sozinho para empurrar a bola para a rede tricolor. O Braga, portanto, voltou para o jogo e buscava o empate, mas foi em vão. O Tricolor, na base da organização tática de Fernando Diniz, segurou a vitória.

Agora, o Fluminense vira a chave para a Copa do Brasil e tem jogo importante pela competição. O Tricolor encara o Fortaleza, na quinta-feira, às 20h30, pelo jogo de ida das quartas de final do torneio. No Brasileirão, o próximo duelo é apenas no dia 1 de agosto, diante do Santos, na Vila Belmiro, às 20h, pela 20ª rodada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários