Luta principal do UFC Londres termina com 15 segundos após inglês sofrer séria lesão
TATAME
Luta principal do UFC Londres termina com 15 segundos após inglês sofrer séria lesão


O UFC Londres, neste sábado (23), ficou marcado por mais um grande show da torcida inglesa, que lotou as dependências da O2 Arena. No entanto, o público saiu decepcionado e surpreso da arena. Isso porque, na luta principal da edição, o atleta inglês Tom Aspinall sofreu uma lesão com apenas 15 segundos de combate e, sem ter condições de seguir no confronto, acabou sendo derrotado por Curtis Blaydes por nocaute técnico (interrupção médica) no primeiro round. No co-main event da edição, em um duelo sem muita ação, o peso-médio Jack Hermansson levou a melhor sobre Chris Curtis na decisão unânime dos jurados.

Ainda no card principal, os fãs de MMA puderam acompanhar outros bons combates. Conhecido como “novo McGregor”, Paddy Pimblett manteve sua invencibilidade no Ultimate ao derrotar Jordan Leavitt por finalização (mata-leão) no segundo round. Outro destaque foi Nikita Krylov, que não deu chances a Alexander Gustafsson e derrotou o ex-desafiante ao cinturão meio-pesado e Hall da Fama do UFC ainda no primeiro assalto. Já no card preliminar, o único representante brasileiro no card, Claudio Hannibal, foi superado por Nicolas Dalby na decisão unânime dos jurados.

Aspinall sofre lesão no joelho e Blaydes é declarado vencedor

Durou poucos segundos a luta principal do UFC Londres. Tom Aspinall e Curtis Blaydes trocaram apenas alguns golpes na luta em pé, o que significava o indício de que seria um duelo bem empolgante. No entanto, ao se afastar antes de receber um golpe de Blaydes, Aspinall teve uma torção no joelho direito e já caiu sinalizando que não tinha mais condições de seguir no combate.

Com um clima de total anticlímax, para frustração da torcida inglesa, que pouco pôde acompanhar da sua estrela local, Tom Aspinall, os árbitros declararam o peso-pesado Curtis Blaydes vencedor por nocaute técnico (interrupção médica) ainda no primeiro round. Com o resultado, o americano emplacou sua terceira vitória consecutiva no Ultimate, enquanto o inglês, que estava invicto no UFC, com cinco triunfos em sequência, amarga sua primeira derrota na franquia.

‘Novo McGregor’, Paddy Pimblett emplaca mais uma vitória

Em um dos confrontos mais aguardados do card do UFC Londres, Paddy Pimblett e Jordan Leavitt fizeram um primeiro round equilibrado e baseado na luta agarrada, com leve vantagem para o inglês, que lutava com um grande apoio da torcida local. No segundo assalto, após um breve momento de trocação, o americano pressionou Pimblett contra a grade, mas viu Paddy acertar uma boa joelhada e levar a luta para o chão. Na sequência, Paddy Pimblett conseguiu uma rápida transição para as costas e encaixou um justo mata-leão, que forçou os três tapinhas de Leavitt.

Com o resultado no UFC Londres, Paddy Pimblett, que tem um cartel de 19 vitórias e apenas três derrotas no MMA, segue invicto no Ultimate. Considerado por muitos como “novo McGregor”, o inglês, que tem 27 anos de idade, conquistou seu terceiro triunfo na organização, todos eles por via rápida (nocaute ou finalização).

Nikita Krylov nocauteia Gustafsson de forma rápida

Nikita Krylov começou o duelo no UFC Londres em alta performance, levando Alexander Gustafsson a knockdown ainda nos primeiros segundos. Sentindo o bom momento, o lutador ucraniano partiu para cima e levou o ex-desafiante ao cinturão meio-pesado ao solo mais uma vez após mais uma sequência de golpes. Dessa vez, Krylov não quis saber de perder tempo e sacramentou sua vitória com mais uma sequência de golpes, forçando a interrupção do árbitro central.

Com o resultado, Alexander Gustafsson, atualmente com 35 anos de idade, amargou sua quarta derrota consecutiva no UFC e segue em fase delicada em sua carreira. O sueco não lutava desde julho de 2020 e estava aposentado do MMA. Por outro lado, Nikita Krylov, de 30 anos, se recupera das derrotas para Magomed Ankalaev e Paul Craig, e volta a vencer dentro do Ultimate.

Claudio Hannibal amarga terceira derrota consecutiva no UFC

Como já era esperado, Claudio Hannibal iniciou o combate diante de Nicolas Dalby no UFC Londres partindo para a luta agarrada e, sem muitas dificuldades, conseguiu a queda sobre o dinamarquês. Por cima, o brasileiro, faixa-preta de Jiu-Jitsu, foi golpeando no ground and pound em busca de alguma brecha para finalizar e, embora não tenha conseguido, saiu em vantagem no primeiro round.

Hannibal traçou a mesma estratégia no segundo assalto e, mais uma vez, conseguiu a queda sobre Dalby. Claudio, então, conseguiu a transição para as costas, mas viu Nicolas inverter a posição e ficar por cima, trazendo mais equilíbrio para o combate. No fim da parcial, Nicolas Dalby colocou a luta na trocação e conectou bons golpes sobre o brasileiro.

No terceiro e último round, Nicolas Dalby não perdeu tempo e trouxe a luta para o solo, colocando Claudio Hannibal por baixo. Bem desgastado, o brasileiro não conseguiu mais desenvolver seu jogo e, diante da sua inferioridade nos dois últimos assaltos, acabou sendo derrotado pelo dinamarquês na decisão unânime dos jurados. Com o resultado no UFC Londres, Claudio amargou sua terceira derrota consecutiva e fica em situação delicada dentro da organização, enquanto Dalby se recupera do revés para Tim Means.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Londres
Londres, na Inglaterra
Sábado, 23 de julho de 2022

Card principal
Curtis Blaydes derrotou Tom Aspinall por nocaute técnico (interrupção médica) no 1R
Jack Hermansson derrotou Chris Curtis por decisão unânime dos jurados
Paddy Pimblett finalizou Jordan Leavitt com um mata-leão no 2R
Nikita Krylov derrotou Alexander Gustafsson por nocaute técnico no 1R
Molly McCann derrotou Hannah Goldy por nocaute técnico no 1R
Volkan Oezdemir derrotou Paul Craig por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Ľudovít Klein derrotou Mason Jones por decisão unânime dos jurados
Marc Diakiese derrotou Damir Hadzovic por decisão unânime dos jurados
Nathaniel Wood derrotou Charles Rosa por decisão unânime dos jurados
Jonathan Pearce derrotou Makwan Amirkhani por nocaute técnico no 2R
Muhammad Mokaev derrotou Charles Johnson por decisão unânime dos jurados
Jai Herbert derrotou Kyle Nelson por decisão unânime dos jurados
Victoria Leonardo derrotou Mandy Bohm por decisão unânime dos jurados
Nicolas Dalby derrotou Claudio Hannibal por decisão unânime dos jurados

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários