Diniz prefere permanecer no Fluminense após sondagem do Galo e pode colher bons frutos da decisão
Lance!
Diniz prefere permanecer no Fluminense após sondagem do Galo e pode colher bons frutos da decisão


Em sua segunda passagem pelo Fluminense, Fernando Diniz tem feito um trabalho consistente e animado a torcida. Com a equipe invicta há nove partidas e presente no G4 do Brasileirão, o treinador tem sido cobiçado no mercado. Na última sexta, ele recebeu uma sondagem do Atlético-MG, mas preferiu seguir no clube carioca.

Ao optar por permanecer no projeto até o fim da temporada, Diniz não só fortalece sua imagem com a torcida tricolor, como também com o elenco. Ele nunca escondeu o carinho e a gratidão pelo clube, que acreditou novamente em seu trabalho e estilo de jogo.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

A identificação dentro e fora de campo é nítida e tem feito com que o trabalho vá além da estrutura tática. Mesmo com um elenco menos robusto que algumas equipes do futebol brasileiro, o Fluminense tem feito atuações competitivas e gerado resultados, algo que era questionado em outros trabalhos de Diniz.

Resta agora o projeto a longo prazo para estabelecer um estilo de jogo dentro do clube e colher frutos gloriosos. Na atual temporada, o Tricolor ocupa a quarta colocação com 31 pontos, a cinco do líder Palmeiras.

Além disso, disputará as quartas de finais da Copa do Brasil. O adversário será o Fortaleza, que tem tido dificuldades e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão. O confronto de ida está marcado para o próximo dia 28, ainda sem local definido pela CBF, enquanto a volta será dia 17, no Maracanã.

+ Virada na raça e confiança de Willian Bigode: veja os bastidores do triunfo do Fluminense sobre o Goiás


A chance de título ou vaga na próxima Libertadores é notória, apesar de ainda ter um turno inteiro pela frente, e pode coroar o trabalho e um estilo de jogo. Algo que ainda não aconteceu e, por vezes, põe em xeque as ideias implementadas por Diniz.

A atitude desta sexta-feira se assemelha, guardadas as devidas proporções, à decisão de um treinador vitorioso no comando do Tricolor: Muricy Ramalho. Em 2010, o ex-técnico ouviu a intenção do então presidente da CBF, Ricardo Teixeira, de contratá-lo para a Seleção. A abordagem, contudo, desagradou o atual coordenador técnico do São Paulo.

Com a permanência, Muricy comandou o Tricolor carioca rumo ao tricampeonato brasileiro, 26 anos depois. Na atual temporada, os desafios de Diniz na busca por um título são ainda maiores, visto que com a janela de transferências os clubes da ponta da tabela se reforçaram.

Caberá ao tempo responder se o treinador tomou a decisão correta. Contudo, a opção por seguir em um projeto só fortalece ainda mais um grupo que acredito nos ideais do treinador. Um estilo geralmente ressaltado pelos jogadores ao longo das entrevistas. Com Marrony, recém-chegado ao clube, não foi diferente.

+ Marrony cita reencontro com Cano no Fluminense, elogia Diniz e destaca: 'O pensamento é ser campeão'

- Desde que eu cheguei aqui o assunto é ser campeão. Temos duas competições em que estamos muito bem, o time está se dedicando bastante. O estilo de jogo do Diniz exige muita velocidade, dedicação, e vamos ganhando confiança. Estamos há nove partida sem perder. O pensamento é ser campeão - frisou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários