'Espinha dorsal' do Flamengo é letal na bola aérea e decide duelo com o Juventude em apenas 17 minutos
Felipe Melo
'Espinha dorsal' do Flamengo é letal na bola aérea e decide duelo com o Juventude em apenas 17 minutos


Em apenas 17 minutos, o Flamengo praticamente liquidou o duelo contra o Juventude e viu a espinha dorsal da equipe se solidificar. Apesar de Dorival Júnior ressaltar a força do elenco como um todo, os onze que iniciaram a partida desta quarta formam o time que mais deu resultados nesta temporada. Destaque para a bola aérea que foi letal e fez o time carioca sair de campo com os três pontos.

Flamengo se aproxima do G6 do Brasileirão (Marcelo Cortes / Flamengo)

CENTROAVANTE INSPIRADO E BOLA AÉREA MORTAL

O treinador repetiu a escalação que iniciou o confronto decisivo com o Atlético-MG pela Copa do Brasil. E o que mais impressionou foi a marcação no pós-perda, pressionando o adversário que tinha a bola para roubá-la já no setor ofensivo. O Rubro-Negro não deixou o advesário respirar e com sede de vitória abriu placar com cinco minutos.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

Após uma boa troca de passes, Arrascaeta cruzou na cabeça de Pedro, que só teve o trabalho de cabecear e correr para o abraço. Com isso, o segundo gol nasceu de uma jogada semelhante com a troca de passes entre Everton Ribeiro e Rodinei. O meia ergueu a cabeça e alçou a bola na área para o camisa 21 fez mais um.

+ Dorival cita integração dos jogadores do Flamengo e analisa estreia de Cebolinha: 'Vai crescer muito'

A defesa alviverde não sabia como impedir a boa troca de passes rubro-negra. Envolvente e criativo, o Flamengo marcou o terceiro gol novamente pelo alto. Gabigol, que se movimentou bastante e atraiu a marcação, cruzou para Everton Ribeiro ampliar. Falha de todo sistema defensivo do Juventude, que deixou o camisa 7 livre de qualquer marcação.

ESTREIA AGUARDADA E MARCAÇÃO ADIANTADA

Nas cordas, restava ao Juventude tentar diminuir, seja em uma bola parada ou em um contra-ataque. Mas a defesa rubro-negra estava bem postada e vive o melhor momento na temporada. Para piorar a situação do Alviverde, Jadson perdeu a cabeça e deu um pontapé em Gabigol. Na sequência, os jogadores se estranharam e o volante agrediu o camisa 9.

+ ATUAÇÕES: Everton Cebolinha estreia com assistência, e Pedro é decisivo em triunfo do Flamengo pelo Brasileirão


Com um a mais em campo, Dorival decidiu preservar Pedro e João Gomes, os únicos ao lado de Santos que foram titulares contra o Coritiba. O comandante também colocou em campo Vitinho, que foi bastante criticado e vaiado contra os paranaenses. Desta vez, uma trégua aconteceu, e os torcedores gritaram o nome do atacante.

Na sequência do ano, Dorival terá novas opções para fortalecer a espinha-dorsal da equipe, e uma delas fez a sua estreia: Everton Cebolinha. Com o jogo já resolvido, o atacante foi testado no segundo tempo e conseguiu ser uma boa opção ofensiva mesmo ainda sem ritmo de jogo.

EUFORIA DA TORCIDA E ESPINHA DORSAL ENCAIXADA

Com velocidade, o atacante incomodou e deu o passe para o gol que sacramentou a vitória. De cabeça, Lázaro saiu do banco para balançar a rede. A euforia toma conta da torcida, que vê o time ter atuações convincentes e jogar um futebol eficiente e agradável. Algo que não acontece desde os tempos em que Jorge Jesus estava à beira do campo.

+ Everton Cebolinha vibra com estreia e assistência pelo Flamengo: 'Sensação muito diferente'

Ainda é cedo para qualquer comparação ou diagnóstico. Mas que o Flamengo chega às quartas da Libertadores e da Copa do Brasil e se aproxima dos líderes do Brasileirão no melhor momento No ano. O elenco é qualificado, e Dorival tem conseguido extrair o que tem de melhor neste início de trabalho com Pedro e Gabigol atuando juntos.

Em meio a um calendário intenso, Dorival terá a tarefa de encaixar os reforços em uma espinha dorsal que parece estar 'voando'. Domingo, o Rubro-Negro encara mais um adversário da parte de baixo da tabela, antes de medir forças cotra um Athletico-PR que também vive ótima fase sob o comando de Felipão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários