Cinco lições tiradas do esporte que podem te inspirar no mundo dos negócios
Lance!
Cinco lições tiradas do esporte que podem te inspirar no mundo dos negócios


Praticar esportes gera benefícios à saúde do corpo, mente e também impacta na estética. Mas não para por aí. Muitas coisas que são aprendidas na rotina de atleta, seja ele de alto rendimento ou até mesmo amador, podem ser transferidas e gerar sucesso em outros setores, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional.

Ex-nadador e atualmente à frente de uma empresa do ramo de estética, Diego Vignoli aprendeu através do esporte a planejar suas ações, a desafiar os limites e a tomar decisões importantes no mundo corporativo que o fizeram se tornar também influenciador motivacional com milhares de seguidores.

“Compartilho meus resultados e experiências profissionais, tornando a área da estética avançada ainda mais robusta e valiosa. Muito da minha filosofia de trabalho vem da experiência nas piscinas”, destaca o empresário, que é dono da Clínica Harmoestetic, focada em estética avançada e harmonização facial, sediada na capital paulista.

Confira abaixo cinco lições que o empresário tirou do esporte para aplicar nos negócios:

1. Empreender é para os fortes. Aprenda com as quedas e não desista!

“Tenho um currículo de campeão brasileiro de natação e competia desde os 7 anos em provas de 50m livre e 100m borboleta. Treinei com atletas de categorias acima da minha, o que acabou me desafiando bastante. Isso me ensinou bastante e me deu força para nunca desistir diante das derrotas. As derrotas, pelo contrário, sempre me deixavam mais fortes para a próxima competição.”

2. Mantenha o foco e a disciplina


“Quando eu era atleta, precisava controlar o tempo que tinha de fazer a cada 100m em uma prova de 200m para não cansar antes da hora perder o pique nos segundos finais. São estratégias de cada prova. Da mesma forma, toda empresa ou negócio precisa ter estratégia para não perder o fôlego. O raciocínio é o mesmo. Na natação, você tem de controlar a respiração, contar as braçadas e administrar a energia do organismo para conseguir dar o melhor na reta final. Nos negócios, você também tem de saber administrar o seu tempo, fazer escolhas sob pressão, saber a hora de arriscar, de contratar, de investir, de mudar a abordagem. Tudo é estratégia.”

3. Tenha resiliência

“Eu sonhava em ser campeão olímpico. Vários atletas que treinavam comigo foram finalistas olímpicos, como Leonardo de Deus, finalista na prova dos 200m borboleta em Tóquio-2020. Meu ciclo na natação terminou, assim como o sonho de ser campeão olímpico, mas, hoje, como empreendedor, entendo que é preciso ter resiliência para desafios do mercado, como começar do zero, quebrar, voltar, rever processos, estudar e aprender com os erros. O empreendedor que não tiver resiliência não dura muito tempo no mundo dos negócios.”

4.Tenha humildade

“Por mais sucesso que a pessoa alcance na carreira profissional e no mundo corporativo, ninguém sabe de tudo. Se, no esporte, você não aprender a ouvir e a corrigir os seus erros com o seu técnico e deixar o orgulho de lado, principalmente em tempos difíceis, você não vai melhorar e consequentemente não vai evoluir. No empreendedorismo é a mesma coisa. Nos desafios, é preciso ter humildade para saber ouvir e aprender com quem já passou pelo que você está passando e, principalmente, aprender com os próprios erros.”

5. Sonhe grande

“Ninguém entra no esporte de elite para perder. A ambição, com humildade e disciplina, coisas que aprendi com o esporte eu levo para dentro da minha empresa atualmente. Afinal, sonhar grande ou sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Então, por que não sonhar grande, não é mesmo?”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários