Osvaldo Alves, a 'Enciclopédia do Jiu-Jitsu', morre aos 83 anos
TATAME
Osvaldo Alves, a 'Enciclopédia do Jiu-Jitsu', morre aos 83 anos


As artes marciais como um todo, sobretudo o Jiu-Jitsu, estão em luto. Grande nome da história da arte suave, Osvaldo Alves, conhecido como a “Enciclopédia do Jiu-Jitsu”, faleceu nesta segunda-feira (18) à noite, aos 83 anos, devido a complicações de um câncer de próstata. Um dos principais precursores do esporte no Amazonas, Osvaldo estava internado há uma semana no hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio.

A confirmação da morte do Grande Mestre Osvaldo Alves veio através do presidente da Federação de Jiu-Jitsu do Amazonas (FJJAM), Elvys Damasceno, através de publicação nas redes sociais na noite desta segunda-feira.

O Grande Mestre Osvaldo Alves será velado nesta terça-feira (19) no cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, a partir de 12h (capela 06). O sepultamento ocorre no mesmo local, às 16h30 (horário de Brasília).

Nascido no dia 10 de dezembro de 1938, no Acre, mas criado no Rio de Janeiro, Osvaldo Alves iniciou na luta aos 5 anos de idade e teve uma vida dedicada ao crescimento do Jiu-Jitsu. Recentemente, ele estava morando em Manaus, no Amazonas, onde também ajudou a propagar o esporte.

Faixa-vermelha 9º Dan, Osvaldo Alves colecionou histórias marcantes, em especial sobre a evolução da arte suave, daí seu apelido de enciclopédia. Tendo seus primeiros passos nas artes marciais através do Judô, ele teve seu início no Jiu-Jitsu fazendo parte da academia Gracie, no Rio de Janeiro, por meio de um convite do Grande Mestre Carlos Gracie, que o chamou para integrar sua equipe de alunos.

A partir disso, concentrou seus esforços em aprender o melhor da técnica do Jiu-Jitsu e do Judô. Ainda jovem, chegou a se mudar para o Japão, onde esteve por cinco anos para aperfeiçoar um jogo preciso e técnico nas duas artes marciais. No retorno ao Rio de Janeiro, Osvaldo Alves foi figura importantíssima na disseminação do Jiu-Jitsu da família Gracie, chegando a dar aulas na tradicional academia da família, localizada no Rio.

Anos depois, já com uma vasta experiência no Jiu-Jitsu, Osvaldo Alves desenvolveu sua própria academia – batizada de Academia Osvaldo Alves – e se consolidou como uma das principais figuras da história da arte suave. Prova disso são os alunos que ajudou a formar ao longo dos últimos anos, onde é possível citar nomes como Rodrigo Minotauro, Vitor Belfort, Ronaldo Jacaré, Amaury Bitetti, Paulo Filho, Zé Mário Sperry, Carlos Gracie Junior, Bibiano Fernandes, João Roque, Fredson Paixão, Sérgio Penha, entre outros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários