Fernando Diniz reencontra o São Paulo em momento de consolidação pelo Fluminense
Lance!
Fernando Diniz reencontra o São Paulo em momento de consolidação pelo Fluminense


"Eu volto muito melhor do que eu parti em 2019", disse Fernando Diniz quando chegou ao Fluminense em maio para a segunda passagem pelo clube. Vivendo excelente fase com seis vitórias consecutivas, o treinador reencontra neste domingo a equipe onde fez um trabalho que é considerado por muitos o melhor de sua carreira até agora, o São Paulo. O jogo no Morumbi, às 16h, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro tem transmissão em tempo real do LANCE! .

Depois de ser demitido do Flu em agosto 2019, Diniz comandou o São Paulo entre setembro daquele ano e fevereiro de 2021. Desde então, passou rapidamente por Santos e Vasco antes de retornar às Laranjeiras. No tricolor paulista foi onde viveu altos e baixos, mas disputou quase até o final o título do Brasileirão 2020. O "Dinizismo" empolgou a torcida, como faz com os tricolores cariocas.

Diniz também ajudou a consolidar uma base do time. A única contratação que teve enquanto esteve no São Paulo foi o atacante Luciano, que segue sendo importante para a equipe. Além disso, Brenner retornou, formando boa dupla de ataque. Outros jovens também se destacaram, como Igor Gomes, Antony, Gabriel Sara e Léo. A característica de recuperar e potencializar os atletas seguiu o jogador.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

No Fluminense atual, Fernando Diniz conseguiu unir o futebol melhor aos resultados, algo que teve muita dificuldade em 2019. O treinador não abre mão das próprias convicções e defende que é mais fácil vencer apresentando um bom futebol do que jogando mal. Nos 18 jogos pelo Tricolor, são 12 vitórias, três empates e três derrotas, um aproveitamento de 72%. Nesse mesmo número de partidas pelo São Paulo, foram oito vitórias, cinco empates e cinco derrotas, total de 53,7% de aproveitamento.

MELHORA OFENSIVA

Mas Fernando Diniz de fato voltou melhor ao Fluminense? Parece que sim. Um dos grandes problemas dos times do treinador era ter a posse, mas não conseguir ser perigoso no ataque. Agora isso parece ter mudado. São 38 gols marcados pela equipe até aqui, uma média de 2,11 gols por partida. No São Paulo, por exemplo, foram 15 nos 18 primeiros jogos (média de 0,83 gol por partida).

Muito disso tem a ver também com a fase de Germán Cano. Artilheiro do Brasil na temporada, o argentino tem 27 gols até o momento e melhorou de rendimento após a chegada do treinador.

CLIMA

Uma das passagens mais marcantes de Diniz na carreira é a discussão com Tchê Tchê, inclusive xingando o jogador. Isso acabou contribuindo para o desgaste no São Paulo e a demissão futura. Agora, o clima no elenco não poderia ser melhor. Em todas as partidas quem marca um gol corre para abraçá-lo, além dos elogios públicos em entrevistas.

Quinto colocado do Campeonato Brasileiro, o Fluminense tem 27 pontos e tenta se aproximar ainda mais dos primeiros. O Palmeiras, líder, iniciou a 17ª rodada com apenas três pontos a mais. O São Paulo é o sétimo, com 23.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários