Martín Ojeda e Daniel Ruiz: entenda como estão as negociações do Botafogo pelos atacantes
Sergio Santana
Martín Ojeda e Daniel Ruiz: entenda como estão as negociações do Botafogo pelos atacantes


Dois gringos tiram o sono dos torcedores do Botafogo . O clube tem negociações por Martín Ojeda e Daniel Ruiz e vê o mercado sul-americano como uma grande fonte de reforçar a equipe na segunda janela de transferências.

+ Mazzuco explica plano do Botafogo pela renovação de Matheus Nascimento

O sistema ofensivo é uma das prioridades e a diretoria mantém conversas com os dois jogadores ao mesmo tempo. Martín Ojeda, de 23 anos, é do Godoy Cruz-ARG é um dos melhores jogadores do futebol argentino em 2022, enquanto Daniel Ruiz, 20, aparece de forma promissora no Millonarios-COL.

A situação mais avançada é a de Ojeda. O Botafogo já tem um acordo salarial e contratual com o atleta , que quer jogar no Alvinegro. A questão é que ele não vai forçar saída ou fazer 'corpo mole' para tentar pressionar o Godoy Cruz. Ele tem carinho pelo clube e quer que as diretorias se entendam.

Aí é que mora o problema. O sistema de rebaixamento na Argentina é diferente do que no futebol brasileiro: no país vizinho, o descenso é feito por meio do Promedio , que faz uma média da pontuação das equipes nos últimos três campeonatos e rebaixa os quatro piores.

Apesar do Godoy ter tido um bom começo de campeonato esse ano, a 'vantagem' dele para a zona de rebaixamento do Promedio é de apenas três pontos. Ou seja, o Tomba está muito ameaçado de cair para a segunda divisão. Desta forma, eles querem segurar Ojeda, o melhor jogador da equipe.

+ Botafogo aumenta proposta por Martín Ojeda junto ao Godoy Cruz

Há outro porém. O Godoy Cruz não é lá bem uma equipe com boa situação financeira - pelo contrário. O Botafogo também tenta bater nessa tecla. A última proposta foi perto de 5 milhões de dólares (R$ 27 milhões, na cotação atual), o que seria a maior venda da história do clube. A janela na Argentina fecha no dia 8 de agosto, o que ainda permitiria o Godoy a ir atrás de uma reposição no mercado.

A equipe argentina já 'aceitou' que vai perder Martín Ojeda, que gostou do projeto do Botafogo. Não à toa, o pedido deles é que a liberação ocorra apenas no fim do ano - aí, a venda seria por 4 milhões de dólares (R$ 21,6 milhões). O Glorioso quer resolver esta questão até essa semana e o empresário do jogador, que defende a liberação imediata, terá uma reunião com a diretoria do Tomba nos próximos dias visando a transferência para agora.

LEILÃO POR RUIZ
O caso de Daniel Ruiz é diferente - e bem mais complicado do que o de Ojeda. Por mais que também haja um consenso com o jogador e um acerto contratual firmado, a relação entre Botafogo e Millonarios-COL é bem complicada.

+ Botafogo tem acordo com Daniel Ruiz, mas Millonarios não responde e clube vê risco de 'leilão'

O camisa 10 começou o Campeonato Colombiano com boas atuações e isso 'foi ruim' para o Botafogo. Com a janela europeia aberta, o Millonarios espera que isso abra o olho de equipes do Velho Continente por interesses concretos em Ruiz.

Internamente, o Botafogo teme que os colombianos estejam usando a proposta como 'trampolim' para que eles consigam situações mais vantajosas financeiramente.

São quase duas semanas sem respostas. O Botafogo tenta contato e o Millonarios 'foge' do assunto, sem ao mesmo fazer uma contraproposta sobre os valores que o Alvinegro colocou à mesa. Vale lembrar que a imprensa colombiana colocou que o Porto monitora a situação do atleta.

+ Botafogo deixa Copa do Brasil com quase R$ 5 milhões em premiação

O risco de um leilão vai afastando o Botafogo. Por mais que Daniel Ruiz seja um atleta que está no gosto da diretoria e comissão técnica, a postura do Millonarios não é vista com bons olhos. O jogador tem contrato até 2024 e o Alvinegro não tem a mínima chance de negociar uma liberação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários