Faixa-preta Igor Silva fala sobre conquistas recentes e principais metas em Abu Dhabi
TATAME
Faixa-preta Igor Silva fala sobre conquistas recentes e principais metas em Abu Dhabi


Com praticamente uma vida dedicada ao Jiu-Jitsu, Igor Silva tem mostrado nos Emirados Árabes Unidos que, mesmo aos 38 anos, ainda pode competir em alto nível. O representante da equipe Commando Group retornou no fim do ano passado aos campeonatos da elite - devido à pandemia -, e mesmo depois de tanto tempo sem lutar, tem somado conquistas nos torneios organizados pela UAEJJF e AJP Tour.

- Estou muito satisfeito com a temporada até o momento, pois consegui obter bons resultados pessoais e também junto com os meus companheiros de trabalho, por equipes, onde conseguimos alguns feitos inéditos para o time da Commando Group até o momento. Esperava um bom resultado por equipe este ano, pois foi um trabalho que se iniciou em 2013 e hoje sinto que atingimos bons números, que irão refletir nos resultados de forma positiva com uma maior constância - declarou Igor Silva.

Natural do Rio de Janeiro, Igor Silva começou no Jiu-Jitsu aos 14 anos, e desde então adotou a modalidade como profissão e estilo de vida, vendo de perto e enfrentando atletas de diferentes gerações. Condecorado à faixa-preta de Jiu-Jitsu em 2006, o veterano analisou o atual nível dos atletas que vêm competindo nos principais torneios do mundo, além de rasgar elogios a uma promessa que está fazendo história na modalidade:

- O nível está cada vez mais alto, com muitos atletas buscando lutar pra frente. É muito legal ver um garoto como o Mica Galvão ganhando um Mundial aos 18 anos e com um Jiu-Jitsu muitas vezes básico, old school. Acredito que muito dessa evolução vem de investimentos nos eventos com boas premiações em dinheiro, dando condições aos atletas crescerem nos treinamentos e serem cada vez mais profissionais - completou.

Igor Silva soma inúmeras conquistas apenas na UAEJJF e AJP Tour, com 17 ouros de Grand Slams. Já em competições da IBJJF, o atleta faturou o Campeonato Brasileiro, Europeu, Asiático, Mundial Master, além de medalhas no Mundial adulto. Há 9 anos morando nos Emirados, ele tem como grande meta alcançar a liderança do Ranking da AJP Tour em 2022, e se firmar como o melhor atleta em atividade da organização.

- Atualmente eu estou em busca de lutar o máximo que puder, dentro das minhas possibilidades, pois a minha prioridade sempre foi a família. Sigo focando no ranking da AJP, porém isso poderá mudar com o fechamento de uma possível luta casada - finalizou o faixa-preta carioca ao falar sobre os próximos compromissos na carreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários