Gabigol provoca o Atlético-MG em classificação do Flamengo: 'Vieram para o inferno, e a gente os matou'
Lance!
Gabigol provoca o Atlético-MG em classificação do Flamengo: 'Vieram para o inferno, e a gente os matou'


Responsável por motivar os torcedores a transformarem o Maracanã em um inferno rubro-negro , Gabigol seguiu em clima de provocação após a vitória do Flamengo, por 2 a 0, sobre o Atlético-MG, que garantiu a classificação do time para as quartas de final da Copa do Brasil. O atacante lembrou que o Galo teve a chance de encaminhar a classificação no Mineirão, mas desperdiçaram a chance.

- Futebol, acho que é como o Dorival falou para nós, mudam os personagens, mas a história é sempre a mesma. Eles tiveram a chance de matar a gente e não mataram. Aí vieram para o inferno, e a gente os matou (risos) - disse à FLA TV.

>Dupla Arrascaeta e Pedro é decisiva em novo jogo eliminatório do Flamengo na temporada

No primeiro jogo, o Atlético-MG vencia por 2 a 0 e desperdiçou diversas chances de ampliar o placar. O Flamengo acabou diminuindo com Lázaro, nos minutos finais da partida. Gabigol comentou que o gol poderia classificar o Rubro-Negro e foi o que acabou acontecendo.

- Falei dentro do campo que aquele gol poderia classificar a gente, tenho uma final de Copa do Brasil, e sabia que um gol fora de casa poderia muda o jogo todo. Estavam num momento melhor do que o nosso, poderiam fazer mais gols, mas alguns jogadores... alguns não, um jogador estava fazendo muita gracinha dentro de campo. Estava virando a cara e dando risadinha para o nosso banco - afirmou Gabigol.

Além de passar na Copa do Brasil, o Flamengo também está nas quartas de final da Libertadores, porém ainda está longe dos líderes do Campeonato Brasileiro. No entanto, as boas atuações podem ser um divisor de águas para o time, que enfrenta o Coritiba, sábado, no Mané Garrincha, em Brasília.

- Se perder sábado já é vaia... estou brincando (risos). Acho que pode ser um divisor de águas. Jogamos contra uma grande equipe e grandes jogadores. Sabíamos que tínhamos que nos doar ao máximo para fazer resultado. Conseguimos com o apoio da torcida, obviamente. Acho que treinamos muito bem nesses dois dias, o professor foi muito feliz nas escolhas e nos movimentos. Fico muito feliz em saber que os gols foram trabalhados, gols que a gente pôde trabalhar no dia a dia - finalizou Gabigol.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários