Torcedores do Atlético-MG brigam entre si na ida para o Rio e quatro pessoas ficam feridas
Anderson Gonçalves-Valinor Conteúdo
Torcedores do Atlético-MG brigam entre si na ida para o Rio e quatro pessoas ficam feridas


Torcedores do Atlético-MG entraram em confronto nesta quarta-feira, 13 de julho, durante a viagem de ônibus de BH ao Rio para assistir o duelo contra o Flamengo, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. A confusão, que teve uma briga entre organizadas do clube, terminou com quatro feridos.

Segundo relatos da Polícia Rodoviária Federal, dois ônibus foram interceptados pela corporação e por policiais do Batalhão Especial de Policiamento de Estádios do Rio (Bepe), na BR-040, em Petrópolis. Ainda segundo a PRF, uma das pistas da rodovia ficou interditada durante a abordagem policial.

De acordo com a PRF, em um dos carros que acompanhava o comboio de torcedores, foi encontrado um facão, O carro em questão, tinha um dos envolvidos no conflito, Cinco pessoas foram presas e os ônibus foram parados para averiguação.

Em nota enviada à imprensa, a PRF disse que o homem que portava o facão vai responder por "promover tumulto, praticar ou incitar a violência, ou invadir local restrito aos competidores em eventos esportivos", previsto no artigo 41-B do Estatuto do Torcedor.

Um vídeo divulgado pelo canal Fala Galo, que circula nas redes sociais, denunciou que os torcedores foram recebidos de forma truculenta pelos policiais em terras cariocas.


"Nós viemos aqui de boa, o pau comendo a viagem inteira. Tudo que podia ser feito pela polícia de Minas foi perfeito, foi bacana. Nós estamos aqui em Petrópolis e, do nada, sabe o que aleatoriamente do nada? A PM do Rio (Bepe) fez isso aqui com a gente. Jogou gás de pimenta, gás lacrimogênio. Nós estamos aqui parados....", diz o torcedor no vídeo, antes de ser abordado por um militar. Veja o vídeo acima.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários