Liderança e recurso na saída de bola
Lance!
Liderança e recurso na saída de bola


Com os investimentos de John Textor, o Botafogo está preparado para ser protagonista na próxima janela de transferências. Neste sentido, o clube já se antecipou e encaminhou uma contratação para 2023. Trata-se do volante Marlon Freitas, destaque do Atlético-GO nas últimas três temporadas.

+ Novo reforço do Botafogo, Eduardo explica mudança no nome e elogia projeto: 'Não pensei duas vezes'

Para analisar o momento e as características do atleta, o Lance! conversou com Arthur Barcelos, da Rádio Sagres e TV Serra Dourada, um afiliada do SBT em Goiânia. O jornalista ressaltou o poder de liderança de Marlon Freitas no Dragão.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

- A principal característica do Marlon no Atlético é a liderança técnica e comportamental. Ele tem uma liderança muito grande sobre o time, e isso passa muito pelo protagonismo que tem nas saídas de bola e na construção das jogadas. Os passes decisivos são quase sempre dele, seja uma inversão de jogo, um passe longo, uma enfiada de bola e até a assistência, o passe final - disse, e emendou:

Defensivamente, ele até melhorou um pouco a média em desarmes e interceptações, mas normalmente é um jogador que não se destaca por ter bons números defensivos. Um outro problema é a parte comportamental, porque às vezes perde um pouco o equilíbrio e fica exaltado - completou.

Revelado nas categorias de base do Fluminense, Marlon Freitas chegou a disputar 27 partidas com a camisa tricolor, mas não conseguiu se firmar. Ele também teve passagens pelo STK Samorin, da Eslováquia, no FL Strikers, dos Estados Unidos, e por Criciúma e Botafogo-SP.

+ Sem variação tática, desfalques e mais: o que pode explicar a sequência negativa do Botafogo

Mas foi no Atlético-GO, a partir de 2020, que o jogador começou a deslanchar na carreira. Com a camisa rubro-negra, o volante já atuou em 135 jogos, com 12 gols e 16 assistências. Números que mostram a importância do atleta no meio de campo goiano, mas que pode ainda melhorar se finalizar mais, segundo Arthur Barcelos.

- Técnica/taticamente, talvez falte um pouco mais de presença dele na zona de finalização, porque é um jogador com bom chute e tomada de decisão, mas é que ele também é muito importante atrás da linha da bola no Atlético - frisou.

Arthur salientou que Marlon Freitas pode se adaptar ao Rio de Janeiro, por ser local onde nasceu, e tornar-se um dos rostos do novo projeto do Botafogo. O volante tem qualidades para se firmar e ser importante nessa reconstrução.

+ Victor Cuesta, zagueiro do Botafogo, sofre fraturas nos ossos da face após choque de cabeça

Na temporada, Marlon é o atleta com mais assistências pelo Dragão (3, no total), segundo dados do "Footstats". Ele também lidera os números de passes certos, viradas de jogo e desarmes da equipe, sendo um expoente do meio de campo atleticano.

- Eu até imaginei que o Marlon fosse dar um salto ainda maior que o patamar do Botafogo hoje, em um time que já está na Libertadores agora. Mas obviamente que, através da nova direção, o Botafogo tem condições de voltar a esse nível e o Marlon pode, inclusive, ser um dos rostos desse projeto. Imagino até que ele enxergue assim também, além de ser o Rio, onde ele cresceu - pontuou, e disse em seguida:

+ Botafogo anuncia Pedro Moreira como novo Gerente de Futebol

- Ele sempre foi muito respeitado pela torcida do Atlético pela liderança e participação em alguns momentos decisivos do time nos últimos anos, mas ele até chegou a ser vaiado recentemente por um ou outro erro. Mas foi só uma parte, a grande maioria gosta bastante dele, e será uma figura difícil de substituir não só em campo, mas também fora. Ele foi, provavelmente, o melhor jogador do futebol goiano desde que chegou ao Atlético. Ninguém teve a consistência dele nesses três anos - concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários