Allan Jesus divulga áudio e diz que empresa de Falcão ofereceu dinheiro para família de Luva de Pedreiro
Lance!
Allan Jesus divulga áudio e diz que empresa de Falcão ofereceu dinheiro para família de Luva de Pedreiro

Em entrevista ao canal do YouTube 'Cara a Tapa', do jornalista Rica Perrone, o empresário Allan Jesus se defendeu das acusações e apresentou áudios em que, segundo ele, pessoas ligadas ao ex-jogador de futsal Falcão, novo agente de Luva, ofereceram dinheiro a família de Iran Ferreira enquanto ele ainda possuía vínculo profissional com o jovem.

Allan afirma que após algumas recusas de parceria com a empresa de Falcão, o pai do influenciador, Seu Vadinho, teria sido 'assediado' pelo grupo. Após o episódio, Seu Vadinho teria encaminhado um áudio de uma suposta integrante a empresa de Falcão, em que ela oferecia uma quantia em dinheiro.

- No dia 3 de março, o pai do Iran me encaminha o áudio de uma pessoa que tentou oferecer dinheiro escondido para eles. Eles entram direto no pai, que teve uma atitude muito correta, naquela época, me encaminha o áudio (da mensagem).

Na mensagem de voz exibida por Allan Jesus, uma mulher manifesta o desejo de presentear Luva de Pedreiro com uma camisa autografada por Falcão e que estariam dispostos a pagar pelo envio do acessório, sem nenhuma publicidade em cima da ação. No entanto, sem o conhecimento do ex-empresário de Iran.

Segundo Allan Jesus, a abordagem do grupo teria iniciado com um pedido de uma gravação de um vídeo de Luva de Pedreira para uma criança. No qual o empresário não teria se manifestado contra, mas sim, da parceria em uma ação comercial entre as partes, que ainda de acordo Allan, seria de um site de apostas.

FALCÃO JÁ FALOU SOBRE O ÁUDIO
O ex-atleta comentou o áudio que chegou a ser divulgado parcialmente em entrevista a Roberto Cabrini, na Record. Na ocasião, ele negou qualquer possível aliciamento.

- Ele diz que manipulamos a live do menino, nós não fizemos isso. O menino falou comigo um dia depois da live. Ele (Allan Jesus) coloca um áudio ali (na entrevista), que eu não sei de quem é. Se eu tenho contato direto com o menino, como eu vou mandar alguém que oferece uma camisa, pagar para dar a camisa, se eu tenho o contato dele - pontuou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários