Karine Killer celebra estreia de gala no UFC: 'Todo esforço valeu a pena'
TATAME
Karine Killer celebra estreia de gala no UFC: 'Todo esforço valeu a pena'


Vitória por finalização e bônus de "Performance da Noite". O começo de trajetória da peso-mosca Karine Killer no UFC não poderia ser melhor. A estreia da brasileira aconteceu no último dia 4 de junho, pelo UFC Vegas 56, quando Karine derrotou a compatriota Poliana Botelho ainda no primeiro round e impressionou o chefe Dana White.

Aos 28 anos e natural do Mato Grosso do Sul, Karine Killer chegou ao UFC após brilhar no Contender Series, programa responsável por revelar novos talentos para a organização. Agora, quer se firmar no evento, e aposta no trabalho realizado em conjunto com a equipe Gile Ribeiro Team para atingir o objetivo.

- Estou extremamente feliz com a minha atuação (contra a Poliana), a estratégia saiu exatamente de acordo com o que planejamos no camp. Queria agradecer ao meu parceiro Jhonatan Maloqueiro, assim como ao mestre Gile Ribeiro, os professores Júlio Migliorini, Júnior Balão e todos que fortaleceram nos treinos. Estou feliz, mas ainda tenho muito para corrigir e crescer - afirmou a lutadora em entrevista à TATAME, completando sobre o sentimento da vitória:

- A sensação é de dever cumprido. Naquele instante em que o meu braço foi levantado, passa um filme na cabeças. As dificuldade no trajeto, os imprevistos que acontecem, o processo de corte de peso, a dieta restrita, os treinos intensos... A vitória é a resposta de que tudo valeu a pena, cada gota de suor e choro valeu a pena - disse.

Para render o seu melhor nos treinos e nas lutas, Karine Killer, que é patrocinada pela USA Hemp Brasil, faz uso de produtos à base de CBD (canabidiol) desde o fim do ano passado, e citou os principais benefícios no seu caso:

- Costumo dizer que o CBD é meu precioso. Comecei a usar por questão de ansiedade, para ter um sono mais tranquilo e uma concentração maior. Eu ficava muito ansiosa nos períodos de camp, e ao mesmo tempo os treinos exigem mais foco e o corpo exige uma qualidade de sono melhor - explicou a brasileira, dona de um cartel com 15 triunfos e quatro derrotas no MMA.

Veja outros trechos da entrevista com Karine Killer:

- Quando acabou a luta, ficou na expectativa pelo bônus? Como pretende investir o valor de US$ 50 mil?


Para ser sincera, eu não tinha criado nenhum tipo de expectativa sobre o bônus, meu único foco era colocar em prática tudo o que trabalhamos no camp e sair com a vitória. Mas claro que fiquei extremamente feliz, é fruto de muito trabalho e dedicação. E sobre o valor recebido: ele vai ficar trabalhando pra gente até comprarmos a nossa casa.

- Já existe algum plano para o seu retorno ao octógono? Dependendo algum mês ou evento na mira?

Já voltei aos treinos e no momento estamos fazendo manutenção do corpo para ele estar ativo caso algo apareça. Não tem nada a vista ainda, mas pretendo fazer mais uma luta este ano. Estou aproveitando para curtir a vitória, mas sempre atenta caso pinte luta.

- Falando um pouco sobre essa parceria com a USA Hemp Brasil: como ela começou e como te ajuda?

Eu já conhecia a USA Hemp Brasil através das redes sociais, acompanhava o canal deles no YouTube, mas não fazia o uso dos produtos. Em outubro passado, quando fui lutar o Contender Series, tive a satisfação de conhecer pessoalmente a Corina e o seu esposo, Rochinha (responsáveis pela marca). Ali surgiu a possibilidade do patrocínio, em dezembro eu recebi os produtos e iniciei o tratamento com o CBD.

- Ainda é muito difícil conseguir apoio no MMA brasileiro? Qual é a importância de ter marcas como a USA Hemp Brasil por trás?

Infelizmente essa é a realidade de muitos atletas brasileiros em vários esportes, a falta de recurso e apoio dificulta, torna a jornada um pouco mais longa devido às dificuldades. Em casa a única que tem renda fixa é a minha esposa, então graças a ela eu consigo focar só nós treinos, mas houve um tempo em que eu vendia balinhas no sinal para conseguir fazer a troca do material de treino e competir Jiu-Jitsu. E agora ter uma marca de peso como a USA Hemp Brasil me fortalecendo, torna tudo muito mais tranquilo.

- Como os medicamentos à base de CBD ajudam no seu dia a dia de treinos, descanso e recuperação?

O Pain Gel é essencial na minha recuperação, após cada treino eu sempre utilizo para aliviar as dores musculares pois ele ajuda na recuperação, além de conter propriedades anti-inflamatórias e calmantes que deixam o corpo mais descansando, sendo essencial no dia a dia. Já o óleo CBD me ajuda em uma qualidade de vida melhor, tendo um sono adequado, diminuindo a ansiedade, o estresse, melhorando o desemprenho nos treinos. Então, o Pain Gel e o óleo são os dois produtos que tenho sempre comigo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários