Tite diz que Seleção tentou amistoso contra europeus e admite propostas de clubes em 2018
Lance!
Tite diz que Seleção tentou amistoso contra europeus e admite propostas de clubes em 2018


Uma das grandes críticas à preparação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo do Qatar é a falta de amistosos contra equipes da Europa. Em entrevista ao "Podpah", o técnico Tite garantiu que a comissão tentou um amistoso diante da Inglaterra na última Data Fifa. No fim, o Brasil acabou enfrentando apenas Coreia do Sul e Japão.

+ Raphinha se consolida na Seleção: veja nomes que ganharam vaga na Copa do Mundo “na última hora”

​- A gente tentou enfrentar a Inglaterra, que foi vice da Eurocopa. Queríamos fazer um confronto contra o Brasil, que foi vice da Copa América. Não foi possível, não deixaram. Nós tentamos de todas as formas, todos os jeitos. Eu gostaria de enfrentar Inglaterra, Itália e Alemanha. Sim, gostaríamos, como forma de preparação - afirmou o treinador.

- Mas também tem outro lado, acho que foi o Taffarel que fez esse comentário, as seleções europeias gostariam de enfrentar os sul-americanos também. Elas não têm referência de jogar contra Brasil, Argentina e Equador. Agora, estando do outro lado, eu também sinto essa expectativa. Nós gostaríamos de ter um calendário que proporcionasse isso e eles também - completou.

Veja a tabela da Copa do Mundo do Qatar

Tite ainda voltou a falar sobre a decisão de não dirigir mais a Seleção Brasileira depois da Copa do Mundo no fim do ano. Ele reafirmou que o ciclo vai se encerrar e admitiu que recebeu propostas de clubes da Europa ainda em 2018.

- Eu sou um cara privilegiado, minha carreira me credenciou a permanecer um ciclo inteiro na Seleção. Tenho a oportunidade agora de ter início, meio e fim no trabalho. É uma exposição pública muito grande. Ciclos se encerram, é da maturidade. Sou mais inteligente do que vaidoso. Encerrou, extraordinário, farei todo o possível para chegar à final e depois o sonho de conquistar o título. Se não for possível, quero estar em paz. A partir daí outro profissional segue. O que vou fazer? Só tenho uma palavra com a minha esposa de dar um tempo, uma relaxada. Não projeto depois as situações.

- Fui procurado por clubes europeus antes e durante 2018. O europeu não pede a contratação, ele faz uma entrevista com os profissionais. Foi encaminhada uma situação com o PSG antes para uma conversa, eu disse que não porque queria ficar voltado para a Seleção Brasileira e estar em paz comigo mesmo. Veio o Real Madrid durante a competição, nem chegou em mim. Foi na época que surgiu o técnico que depois saiu (Julen Lopetegui). E com o Cléber um contato com o Sporting. Foram três possibilidades. Não quero não porque sou exemplo de nada, mas quero estar em paz comigo mesmo. Depois se outra oportunidade surgir aí vamos ver. Naquele momento aconteceram essas sondagens - finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários