Corinthians faz 'dever de casa', vence o Goiás pelo Brasileirão e cola no líder Palmeiras
Rafael Marson
Corinthians faz 'dever de casa', vence o Goiás pelo Brasileirão e cola no líder Palmeiras


Em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro , o Corinthians venceu o Goiás por 1 a 0 na Neo Química Arena, em São Paulo. Fábio Santos, de pênalti, fez o único gol da partida.

+ GALERIA - Relembre 10 momentos marcantes de Jô no Timão

Com a vitória, o Timão chega aos 25 pontos e iguala a pontuação do líder Palmeiras, mas fica atrás do rival no saldo de gols. O Verdão joga nesta segunda (20), às 20h, contra o São Paulo. O Esmeraldino estaciona nos 14 pontos e permanece em 16º lugar, uma posição acima da zona do rebaixamento.

Na próxima rodada do Brasileirão, os comandados de Vítor Pereira recebem o Santos, sábado (25), às 19h. No dia seguinte, às 18h, a equipe de Jair Ventura joga contra o Cuiabá na Serrinha

Antes, no meio da semana, o Corinthians terá o clássico contra o Peixe pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O Goiás enfrenta o Atlético-GO.

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Timão e Goiás no Brasileirão

ALVINEGRO PRESSIONA NO INÍCIO

O Timão começou a partida pressionando o Goiás, que apostava nos contra-ataques pelos lados do campo.

A primeira boa chance do clube alvinegro veio aos 11 minutos. Pela direita, Róger Guedes conduziu e cruzou rasteiro para Fábio Santos. Tadeu espalmou e deu rebote para Mantuan, que teve o chute bloqueado pela zaga.

Dois minutos depois, Renato Augusto desviou cobrança de escanteio na primeira trave e a bola sobrou para o camisa 9. O atacante se estica para finalizar, mas a bola passou por cima do gol.

PÊNALTI PARA O TIMÃO

O Corinthians tinha dificuldades para furar o sólido esquema defensivo do Esmeraldino, que não oferecia perigo ao gol de Cássio. Aos 30 minutos, a equipe da casa aproveitou vacilo dos visitantes e conseguiu um pênalti.

Róger Guedes tocou para Adson na direita. O garoto puxou para o pé esquerdo e chutou colocado, mas Tadeu espalmou. No rebote, Caio bloqueou com o braço a finalização de Guedes, e Braulio da Silva Machado assinalou penalidade máxima. Fábio Santos bateu no canto esquerdo do goleiro e abriu o placar.

CORINTHIANS VOLTA FIRME NO SEGUNDO TEMPO

A partida seguiu na mesma pegada durante os primeiros minutos do segundo, com o Corinthians controlando a posse de bola e o Goiás sem reação no ataque. Aos 5 minutos, Du Queiroz tentou aproveitar chute travado de Renato Augusto, mas Tadeu saiu de carrinho e afastou o perigo.

Sete minutos depois, Mantuan fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na área. Du teve chute bloqueado e os corintianos pediram pênalti. No lance seguinte, outra boa jogada pela esquerda de Mantuan, ele bateu colocado e a bola passou ao lado da trave de Tadeu.

ESMERALDINO RESPONDE

A Goiás deu a sua primeira finalização no gol de Cássio aos 16 da etapa final. Pedro Raul recebeu cruzamento na segunda trave, cabeceou firme, mas Cássio encaixou.

Após esse lance, os mandantes recuaram suas linhas e os visitantes passavam a ser mais agressivos no ataque. Aos 32 minutos, após rebote no escanteio, Pedro Raul tentou de cobertura, mas mandou ao lado do gol.

Nos minutos finais, o Corinthians conseguiu neutralizar a pressão do Goiás e saiu da Neo Química Arena com os três pontos.

CORINTHIANS 1 X 0 GOIÁS
CAMPEONATO BRASILEIRO - 13ª RODADA
Local:
Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e hora: 19 de junho de 2022, às 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA) [RS]
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Árbitro de vídeo: Wagner Reway (PB)
Público/renda: 35.900 / R$ 2.188.138,23
Cartões amarelos: Róger Guedes (COR) / Caio, Jair Ventura, Da Silva, Pedro Junqueira e Maguinho (GOI)
Cartões vermelhos: -
Gol: Fábio Santos (32'/1ºT) (1-0)

CORINTHIANS
​Cássio; Rafael Ramos (Fagner, 34/2ºT); Gil (Robson Bambu, 26/2ºT), Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Cantillo (Giuliano, 21/2ºT) e Renato Augusto (Xavier, 34/2ºT); Mantuan (Piton, 21/2ºT), Róger Guedes e Adson. Técnico: Vítor Pereira

GOIÁS
Tadeu; Maguinho, Da Silva, Yan Souto e Juan Pablo (Élvis, 16/2ºT); Auremir (Luan Dias, 40/2ºT), Caio Vinícius (Fillipe Bastos, 1/2ºT), Diego, Vinícius e Elvis; Dadá Belmonte (Pedro Junqueira, 32/2ºT) e Pedro Raul. Técnico: Jair Ventura

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários