ANÁLISE: Torcedor do Palmeiras é um privilegiado
Alexandre Guariglia
ANÁLISE: Torcedor do Palmeiras é um privilegiado


O Palmeiras conquistou mais uma grande vitória na última quinta-feira, ao bater o Atlético-GO por 4 a 2 , no Allianz Parque. O adversário não é um dos grandes favoritos ao campeonato, nem está na primeira prateleira, mas a forma com que o time de Abel Ferreira buscou o resultado, com quatro gols em sete minutos , justifica toda a empolgação do torcedor com essa fase enorme que vive o clube.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Usando bem a sinceridade, quando o placar apontava 1 a 0 para o Dragão e o Verdão não jogava bem, a impressão era de que dificilmente a equipe da casa conseguiria reverter o cenário. Para quem já frequentou o Allianz Parque, seja como torcida, seja como imprensa, sabe bem o clima que se forma nessas situações. E, honestamente, parecia que teríamos a famosa "parmerada", que é uma palavra que o palmeirense usa para esses tropeços bizarros.

Mas esse time de Abel Ferreira tem um aspecto diferente, a áurea atual do clube é de muita confiança no trabalho, nos jogadores, no potencial e em sua própria superioridade, sem cair para a soberba. Mesmo com o cenário adverso, nós e os torcedores não podemos duvidar do que esse Palmeiras pode fazer e onde pode chegar.

Não foi à toa que em sete minutos o Verdão marcou quatro gols e passou o caminhão para cima do Atlético-GO, que nem conseguiu entender o que estava acontecendo. Era uma avalanche, um time avassalador, com método, com jogadas trabalhadas, com movimentos estudados... Não é por acaso, não é vencer sem explicação. Esse tipo de coisa está a cargo dos concorrentes.

Um bom exemplo é a situação de Luan, que cometeu três erros no gol contra que marcou para abrir o placar para o adversário. Seu primeiro equívoco foi uma tentativa de lançamento ao ataque. Seria algo suficiente para não fazer de novo, ou para começar a tocar de lado. Mas não. O zagueiro insistiu e realizou o que foi trabalhado. Inversão perfeita para Veron, que tocou para Zé Rafael empatar.

Se analisarmos o lance, veremos que são movimentos treinados, com cada peça fazendo seu papel para que a execução seja alcançada perfeitamente. É por isso que Luan tentou de novo, porque há um conceito, não é uma iniciativa aleatória, que talvez dê certo. Neste momento, é muito difícil classificar algo como pura "sorte" no Verdão.

Assim como é bastante simplista dizer que os adversários são ingênuos por caírem na jogada de escanteio no primeiro pau, que rendeu mais dois gols na última quinta-feira e já rendeu tantos neste ano. O movimento é treinado, repetido e muito bem executado, se o rival não consegue evitar, o problema não é da equipe de Abel.

É nesse ritmo que o Palmeiras vai construindo sua liderança no Brasileirão, com três pontos a mais do que o Corinthians, quatro a mais do que o Internacional, sete a mais do que São Paulo e Atlético-MG, e dez a mais do que o Flamengo. Hoje, 17 de junho de 2022, não parece haver adversário para tirar essa ponta do Alviverde. Resta ao torcedor curtir esta fase, este privilégio. O momento é de desfrutar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários