De Emílio Faro para Maurício Souza: transição do Vasco tem sinergia com a torcida, evolução e elogios
Felippe Rocha
De Emílio Faro para Maurício Souza: transição do Vasco tem sinergia com a torcida, evolução e elogios


O Maracanã foi o palco, no último domingo, de um somatório entre felicidade e literal grandiosidade que tem sido bastante rara no Vasco dos últimos anos. O Maior do Mundo abarrotado de vascaínos, um jogo de elite - por acaso na Série B -, mais uma atuação consistente do Cruz-Maltino. Maurício Souza deverá ser anunciado ainda nesta segunda-feira como novo treinador da equipe, e herdará excelente ambiente.

+ Neymar fica a três gols de Pelé: veja os maiores artilheiros da Seleção na história

Diante do Cruzeiro, a invencibilidade vascaína chegou a 12 jogos. E depois de fazer três gols no Náutico, o primeiro tempo teve volume, mais uma vez - no segundo, a criação foi pobre, é verdade. Mas o time evolui. Caberá ao novo treinador dar continuidade ao processo de evolução ofensiva de um time já bastante consistente defensivamente: cinco gols sofridos em 12 jogos.

Maurício e o Vasco irão trabalhar, já nos primeiros momentos do casamento, para desconstruir a imagem de profissional pouco experiente e ligado ao Flamengo. Tais características, mais ou menos fundamentadas, têm causado certo desagrado em parte da torcida. Mas a missão à beira do campo será facilitada até pelo legado de Emílio Faro: o interino, após duas vitórias, voltará a ser auxiliar técnico da comissão permanente.

- (O próximo técnico) Vai encontrar uma plantação com adubo, uma estrada pavimentada. Não se trata do Emílio, se trata do Vasco. Vivemos um mundo com tantas pessoas querendo o topo, se digladiando pelo topo e eu tenho muito orgulho do que faço há 35 anos no futebol: suporte para quem está no topo - afirmou, taxativo, o comandante do time nos dois últimos jogos.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Contratado no último dezembro, Emílio Faro fez parte da estrutura que guiou a construção técnica e tática do atual grupo. Antes com Zé Ricardo e, agora, muito provavelmente com Maurício Souza. E foi bastante elogiado pelos jogadores após a vitória sobre o Cruzeiro.

- O trabalho do Emílio é magnífico. Ele é um cara muito especial, que está junto da gente. Conhece nós, os atletas. O trabalho é muito bom no dia a dia - valorizou Figueiredo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários