Com festa e jogaço no Maracanã, Vasco vence e reduz a distância para o líder Cruzeiro na Série B
Felippe Rocha
Com festa e jogaço no Maracanã, Vasco vence e reduz a distância para o líder Cruzeiro na Série B


Grande tarde/noite de futebol no Maracanã. Neste domingo, a torcida do Vasco lotou o Maior do Mundo e foi recompensada com a vitória sobre o Cruzeiro, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O bom jogo e a festa mostram um time que segue invicto, chegou a 24 pontos, se mantém na terceira posição, mas reduziu a distância para a Raposa, líder da competição, para quatro pontos. Getúlio fez o gol do jogo.

Na próxima rodada, o Cruz-Maltino encara o Londrina, fora de casa. Já o time mineiro pega a Ponte Preta, em Belo Horizonte.

+ Neymar fica a três gols de Pelé: veja os maiores artilheiros da Seleção na história

PELO ALTO
Com um minuto, Nene cobrou escanteio da direita e Gabriel Dias cabeceou por cima. Três minutos depois, o escanteio foi do outro lado e com o mesmo cobrador. Anderson Conceição também mandou por cima. Do outro lado, eram 13 minutos quando a falta cobrada por Bidu encontrou a cabeça de Edu, A bola foi para fora, mas passou perto. Aos 19, Thiago Rodrigues errou na saída de bola e o Cruzeiro quase aproveitou. Daí nasceu um escanteio, e novamente o ataque teve vantagem. Mas o cabeceio de Geovane Jesus foi mais um por cima do alvo.

GOL E TROCAÇÃO
Até ali era um jogo aéreo. Mas era preciso tramar a jogada por baixo. E, aos 23 minutos, Gabriel Pec lançou Nene pela esquerda, e o cruzamento encontrou Getúlio para abrir o placar. Quatro minutos depois, Bidu chutou forte, de fora da área. O goleiro vascaíno espalmou como pôde e, no rebote, Edu errou a direção da finalização. Eram 33 minutos quando Edu fez o pivô para Willian Oliveira, mas Thiago pegou novamente. O Vasco respondeu aos 37, num cruzamento da direita em que Gabriel Dias apareceu para escorar e Edimar concluiu para fora. Dois minutos depois, nova trama terminou com chute de Pec para fora.

MAIS TENSÃO QUE EMOÇÃO
O que o primeiro tempo teve de movimentado, o segundo demorou a ter de lances perigosos. Somente aos 17 minutos é que Rafael Silva cruzou da direita e Bidu chutou, mas a bola parou na marcação. Eram poucas chances, apesar da intensidade dos times. E nem as trocas que foram se sucedendo modificaram o panorama. Outro "Uh!" foi arrancado da torcida mandante somente aos 35, quando a bola viajou da direita para a esquerda até que Bidu tentou a finalização. Mas ele estava sem ângulo e a bola foi para fora. A resposta mandante foi dois minutos, quando Palacios cruzou e Danilo Boza fez Rafael Cabral trabalhar. Mas o domínio era cruzeirense: aos 42, Filipe Machado chutou forte, e a bola passou perto. E assim terminou.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 0 CRUZEIRO


Data e hora: 12/6/2022, às 16h
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (FIFA/RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Público pagante: 58.659 pessoas
Público presente: 63.609 pessoas
Renda: R$ 2.284.230,50

Cartões Amarelos: Matheus Barbosa (VAS); Geovane, Neto Moura (CRU)
Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Getúlio (23'/1ºT 1-0)

VASCO: Thiago Rodrigues, Gabriel Dias (Weverton, 39'/2ºT), Quintero (Danilo Boza, 32'/2ºT), Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara, Matheus Barbosa (Juninho, 18'/2ºT) e Nene (Palacios, 32'/2ºT); Figueiredo, Getúlio (Raniel, 18'/2ºT) e Gabriel Pec - Técnico: Zé Ricardo.

CRUZEIRO: Rafael Cabral, Geovane (Rafael Santos, 34'/2ºT), Oliveira e Zé Ivaldo; Pais (Rafael Silva, 13'/2ºT), Willian Oliveira, Neto Moura e Bidu; Fernando Canesin (Machado, 13'/2ºT); Jájá (Daniel Jr, 22'/2ºT) e Edu - Técnico: Paulo Pezzolano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários