Rafael Ramos destaca apoio da torcida do Corinthians para superar problema pessoal
Lance!
Rafael Ramos destaca apoio da torcida do Corinthians para superar problema pessoal


Acusado de racismo pelo meia Edenílson, do Internacional, o lateral-direito do Corinthians, Rafael Ramos vive um momento delicado na sua vida pessoal, tentando provar a sua inocência.

Contra o Juventude, Rafael Ramos fez o seu oitavo jogo pelo Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

+ GALERIA - Jogadores da base que mais ganharam chances com VP

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Em meio a isso, o jogador voltou a atuar após duas partidas ficando apenas no banco de reservas, e foi o autor da assistência para o primeiro gol corintiano, na vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, neste sábado (11), pelo Brasileirão .

O lateral admitiu que não está sendo uma fase boa da sua vida, mas enalteceu a ajuda do clube, colegas e da torcida o apoiando quando ele está em campo para conseguir entregar o seu melhor dentro das quatro linhas

– Toda gente sabe que não tá sendo um momento fácil para mim, nunca aconteceu na minha vida, mas com a ajuda dos meus colegas, toda gente e clube, principalmente, e quando entro em campo da torcida está sendo muito mais fácil. Fico feliz por conseguir dar o meu melhor em campo, ajudar a equipe, fazer coisas boas e dar alegrias à torcida – disse Rafael à Corinthians TV, após o triunfo deste fim de semana.

O técnico Vítor Pereira, responsável pela contratação de Ramos pelo Timão, disse que o atleta precisou se recompor desde o ocorrido no Beira Rio e também ressaltou que estava contente pela boa atuação do compatriota.

– Por ser um momento muito difícil, emocionalmente ele esteve distante, como se estivesse a viver os problemas dentro da cabeça dele, viu afetar sua dignidade como ser humano e precisou de um tempo para se recompor. Foi uma partida importante para ele, pois fez um bom jogo. Estou contente por ele, porque pode nos ajudar e é um bom jogador, excelente ser humano. Portanto, feliz por ele, sei que não foi fácil voltar, agradecer muito à nossa torcida por ter apoiado durante esse tempo e também hoje – disse o treinador corintiano em entrevista coletiva.

Rafael disse que já está acostumado ao Brasil e manifestou carinho ao Corinthians e à Fiel Torcida.

– Já estou acostumado ao país, aos torcedores desse grande clube. Gosto muito de jogar aqui, a equipe e eu nos sentimos melhor, a torcida ajuda muito a ganhar o jogo e conseguir os resultados, fico feliz em conseguir ajudar e contribuir a equipe – disse o jogador.

Na jogada em que deu a assistência para o gol de Adson, logo aos dois minutos do duelo contra o Juventude, Rafael participou de uma trama pelo lado direito que iniciou com o próprio autor do gol e também passou por Giuliano antes da assistência.

– É bom conseguir jogadas bonitas e ganhar confiança uns jogos outros, que está a faltar um pouco, mas eu acho que aos poucos dá para conseguir jogar melhor, fazer jogadas mais bonitas, e graças a Deus hoje uma delas rendeu o gol – comentou Rafael Ramos.

ENTENDA O CASO ENVOLVENDO EDENÍLSON E RAFAEL RAMOS

Durante o segundo tempo do empate em 2 a 2 entre Internacional e Corinthians, no Beira Rio, pelo Brasileirão, no último dia 14 de maio, Edenílson afirmou que teria sido chamado de macaco pelo lateral corintiano Rafael Ramos, que, por sua vez, diz ter usado a expressão "foda-se, caralho".

Rafael contratou duas perícias particulares que confirmam a sua versão, uma delas inclusive foi entregue pelo jogador durante o depoimento que deu na sede do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), na semana passada.

Na última segunda-feira (8), Edenilson também prestou depoimento na sede do TJD-SP e manteve a acusação contra Ramos.

Durante a tarde da última quarta-feira (8), o meia do Inter protestou nas suas redes sociais após o parecer inconclusivo da perícia feita pelo IGP.

– Não iriam nos calar? Já nos calaram. Se ofendidos, aceitem, engulam a seco. Finjam que não escutaram, é uma luta desleal, é uma luta INCONCLUSIVA! – escreveu o jogador em uma rede social, junto a uma foto dele com um ‘X’ na região da boca.

O atleta do Colorado também apagou todas as fotos da sua conta no Instagram e mudou nome para ‘Macaco Edenilson Andrade dos Santos’, em protesto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários