De virada, Criciúma vence a Chapecoense fora de casa pela Série B
Futebol Latino
De virada, Criciúma vence a Chapecoense fora de casa pela Série B


Na Arena Condá, em Chapecó, em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Criciúma venceu de virada a Chapecoense pelo placar de 3 a 2 e quebrou um jejum de 14 anos sem vencer na casa do Verdão do Oeste. A Chape começou a partida de forma avassaladora e fez dois gols em menos de 15 minutos: gols de Léo e Ryan marcou contra. Ainda na etapa inicial, Claudinho diminuiu. A virada veio no segundo tempo com o gol contra do goleiro Vagner, da Chapecoense, e gol de Marquinhos Gabriel. Com o resultado, o Tigre soma agora 16 pontos e subiu para a 6ª colocação. Com 12 pontos, a Chape fica no 16º lugar e correndo risco de entrar na Zona de Rebaixamento.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Na próxima rodada, a Chapecoense enfrenta o Bahia, na Arena Condá, em Chapecó, dia 14 de junho. Já o Criciúma pega o Brusque, no Heriberto Hülse, na cidade de Criciúma, no dia 17 de junho.

PRIMEIRO TEMPO
COMEÇO AVASSALADOR DA CHAPECOENSE
Jogando em casa, a Chapecoense fez valer o mando de campo e em menos de 15 minutos já vencia pelo placar de 2 a 0. O primeiro gol saiu aos 7 minutos, com o zagueiro Léo, que, após bola levantada na área, aproveitou o desvio e completou de cabeça para abrir o marcador. O segundo gol contra do zagueiro Ryan, do Criciúma.

CRICIÚMA DIMINUI O PREJUÍZO
A superioridade da Chapecoense prevaleceu até os 20 minutos. Aos 21 minutos, o Criciúma diminuiu o prejuízo e tudo começou a mudar na partida. O gol foi de Claudinho, que aproveitou passe de Arilson e soltou uma bomba de fora da área: 1 a 2.

CRICIÚMA MELHORA, DOMINA E POR POUCO NÃO EMPATA
O gol virou completamente o panorama da partida. A Chapecoense caiu de rendimento, enquanto o Criciúma ganhou terreno e dominou completamente as ações durante todo o restante da primeira etapa.

Só Rafael Bilu teve duas grandes oportunidades, aos 28 e 29 minutos, mas ele não conseguiu colocar a bola para dentro. Nos acréscimos, o mesmo Rafael Bilu chegou a dar o passe para Caio Dantas marcar, mas o VAR viu impedimento na jogada.

SEGUNDO TEMPO
CRICIÚMA EMPATA COM GOL CONTRA BIZARRO
O início da etapa complementar foi permanência do que foi boa parte do primeiro tempo. O Tigre pressionou até que o gol saiu. O lateral-esquerdo Marcelo Hermes recebeu lançamento e avançou em profundidade. Ele cruzou, a bola desviou em Léo, bateu na cabeça do goleiro Vagner, da Chapecoense, e acabou entrando. Azar do goleiro da Chape, sorte do Criciúma: 2 a 2, aos 9 minutos.

CRICIÚMA VIRA A PARTIDA
O Tigre aproveitou o embalo do gol de empate, foi para o abafa e conseguiu a virada. Aos 15 minutos, Marquinhos Gabriel faz a jogada, perde a bola, mas consegue roubá-la novamente. Ele conseguiu se adiantar ao zagueiro e finalizar para marcar: 3 a 2 para o Criciúma.

QUASE O QUARTO GOL
Aos 18 minutos, Rafael Bilu recebeu belo de Marquinhos Gabriel, ajeitou o corpo e finalizou com muita qualidade. Mas o goleiro Vagner estava muito bem colocado e conseguiu se esticar todo para fazer uma grande defesa e evitar o 4º gol.

CHAPE TENTOU BUSCAR O EMPATE, MAS O TIGRE SEGUROU A PRESSÃO E VENCEU
O Verdão do Oeste foi com tudo nos últimos 20 minutos de partida em busca do empate. Mas o Tigre conseguiu bravamente segurar a pressão dos donos da casa e garantir uma espetacular vitória fora de casa e quebrar o jejum de 14 anos sem vencer a Chape na Arena Condá.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários