Chefe da Polícia de Paris admite ‘fracasso’ em final da Champions
Lance!
Chefe da Polícia de Paris admite ‘fracasso’ em final da Champions


Além do décimo quarto título do Real Madrid, a decisão da Champions League ficou marcada também pelo caos nas zonas de acesso do Stade de France. Para conter o tumulto, a polícia local teve que usar gás lacrimogêneo. O chefe da Polícia de Paris, Didier Lallement, admitiu o ‘fracasso’ e pediu desculpas aos torcedores presentes.

+ Após renovar com Mbappé, PSG prepara barca com 12 jogadores

Lallement lamentou que torcedores tenham sido feridos com as ações impostas pela polícia local e que a imagem da França fosse prejudicada. Paris, capital do país, foi bastante criticada pela organização e segurança do evento, levando em consideração que a cidade vai sediar as Olimpíadas de 2024.

Por outro lado, Lallement ainda destaca que ‘parecia a única maneira de afastar a multidão sem uma carga direta’ e que a polícia ‘impediu uma tragédia’. Isto porque havia uma multidão exercendo pressão nas entradas do Stade de France.

Dois dias após a final, o ministro do Interior, Gerald Darmanin, defendeu que o caos gerado se deu pela fraude de ingressos . Segundo ele, 70% dos bilhetes eram falsos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários