Curry descansa no último quarto, Warriors atropelam os Celtics e empatam decisão da NBA
Lance!
Curry descansa no último quarto, Warriors atropelam os Celtics e empatam decisão da NBA


Stephen Curry sequer pisou em quadra no último quarto do segundo jogo das finais da NBA entre Golden State Warriors e Boston Celtics . Neste domingo, o camisa 30 assistiu aos últimos 12 minutos de camarote e viu seus companheiros finalizarem o que ele ajudou a construir: uma vitória dominante por 107 a 88 e o empate por 1 a 1 na série melhor de sete que vai definir o novo campeão da liga norte-americana de basquete.

VEJA: Descubra quem é você nas finais da NBA

Com uma toalha na cabeça e sentado no banco de reservas, o armador dos Warriors foi um espectador de luxo graças a mais um terceiro quarto devastador do seu time. Com um placar de 35 a 14 no período, os Warriors repetiram o que havia acontecido no primeiro jogo, mas desta vez sem dar margem para mais uma virada espetacular dos Celtics.

Quando o último período começou, o time da casa vencia por 87 a 64. Boston precisaria no mínimo repetir a atuação mágica do jogo passado para conseguir abrir 2 a 0 na série. Mas a dúvida se isso seria possível durou muito pouco. Menos de dois minutos depois o técnico Ime Udoka praticamente ergueu a bandeira branca, tirando Jayson Tatum, Marcus Smart, Jaylen Brown e Al Horford da quadra de vez.

Assim como Stephen Curry, eles também não voltariam mais para o jogo. Restaram aos reservas do Boston encerrar a partida. Eles até venceram a última parcial por 24 a 20, mas longe de incomodar o time de San Francisco, que enfim pôde celebrar sua primeira vitória nas finais deste ano.

Jogando com muito mais intensidade defensiva desde o primeiro minuto, os Warriors se apoiaram mais uma vez nos ombros de Stephen Curry para construir o placar. Mesmo jogando apenas 32 minutos, o armador foi o cestinha do confronto, com 29 pontos. Ele ainda pegou 6 rebotes, deu 4 assistências e roubou 3 bolas.


- Entramos com a energia defensiva certa hoje e voltamos para os trilhos. Nosso terceiro quarto foi basicamente o mesmo do jogo passado. Tatum e Brown criam muito, é difícil, mas hoje os outros jogadores não conseguiram pontuar tanto. Os dois times já mostraram nos playoffs que podem vencer fora de casa. Agora precisamos vencer na casa deles - avisou Curry logo após o fim da partida.

O jogo coletivo dos Warriors impressionou neste domingo. Foram 25 assistências em 39 arremessos convertidos. A equipe chutou 37 bolas de três pontos e converteu 15 delas. Dryamond Green anotou 9 pontos, 5 rebotes e 7 assistências, enquanto o pivô Kevon Looney fez 12 pontos e 7 rebotes.

De volta de lesão após mais de um mês sem jogar, Gary Payton II jogou por 25 minutos e foi fundamental para a defesa dos Warriors, que forçou os Celtics a 18 desperdícios de bola, bem acima dos 12 no primeiro duelo. Além disso, ele contribuiu com 7 pontos, 3 rebotes e 3 assistências.

Outro que deu a volta por cima após um jogo ruim na quinta-feira foi Jordan Poole. Vindo do banco, o armador anotou 17 pontos, 2 rebotes, 3 assistências e 2 roubadas de bola. No fim do terceiro quarto, converteu um arremesso de três quase do meio da quadra que incendiou o Chase Center.

Quem continuou devendo foi Klay Thompson. O ala-armador dos Warriors teve mais uma noite difícil no Chase Center. Ele converteu apenas 4 de 19 arremessos tentados e saiu de quadra com 11 pontos e 3 rebotes. O técnico Steve Kerr até tentou dar ritmo a ele no último quarto, com o jogo praticamente decidido, mas Thompson seguiu errando mais do que acertando.

Pelo lado dos Celtics, quem se recuperou foi Jayson Tatum. Depois de converter apenas 3 de 17 arremessos no jogo um, o ala de Boston fez 28 pontos e pegou 6 rebotes em San Francisco. No entanto, sua equipe teve um déficit de 36 pontos enquanto ele esteve em quadra, o pior de sua carreira na NBA. Jaylen Brown contribuiu com 17 pontos e 6 rebotes.

O que também faltou para Boston foi o elenco de apoio que tanto brilhou no jogo passado. Al Horford terminou com apenas 2 pontos em 4 arremessos. Robert Williams e Marcus Smart também anotaram 2 pontos cada, enquanto Derrick White fez 12 vindo do banco.

Agora, a série vai para Boston. Na próxima quarta-feira, a partir das 22h, os Celtics recebem os Warriors em sua casa em busca de retomar a vantagem na série jogando no TD Garden, diante de sua torcida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários