Everton Ribeiro marcou o gol do Flalmengo na partida
Gilvan de Souza / CRF
Everton Ribeiro marcou o gol do Flalmengo na partida


Em mais uma tarde com Maracanã lotado, com mais de 63 mil pessoas presentes, o Flamengo recebeu o Fortaleza em busca da quinta vitória seguida no estádio, mas sofreu derrota por 2 a 1, com uma péssima atuação do setor defensivo e Pedro desperdiçando pênalti. Robson abriu o placar para o Tricolor, Everton Ribeiro empatou para o Fla e Hércules fez o do triunfo dos visitantes.

O Fortaleza foi muito melhor no primeiro tempo, teve as principais chances, mas foi castigado no último lance. Fora de sintonia, principalmente na defesa e no processo de saída de bola, o Flamengo praticamente não se encontrou em campo. O time cearense teve duas grandes chances antes de Robson abrir o placar, aos 27 minutos. Depois de mais uma bobeada de Arão, o Fortaleza, enfim, não desperdiçou. Dessa vez, o atacante esperou o momento certo para finalizar e dá um toque por cima de Hugo para abrir o placar no Maracanã.

Everton Ribeiro parecia ser o mais lúcido na equipe comandada por Paulo Sousa e chegou a dar um chute que resvalou no travessão, aos 34 minutos. Nos acréscimos, aos 47, o Fortaleza colocou o Flamengo na roda, com boas trocas de passes no setor defensivo rubro-negro. Depois de quase dois minutos de troca de passes, Pikachu recebeu na entrada da área e finalizou, com perigo, à esquerda de Hugo.

Aos 49, em uma das raras chegadas com perigo no ataque, o Flamengo deixou tudo igual. Em boa jogada de Everton Ribeiro, que segurou a bola na entrada da área e abriu na esquerda para Ayrton. O lateral chegou cruzando rasteiro, de primeira, e o Everton bateu de canhota, no cantinho de Boeck. Gol de craque.

Para o segundo tempo, Paulo Sousa fez três alterações: sacou Pablo, Arão e Gomes, e colocou David Luiz, Thiago Maia e Vitinho, respectivamente. Aos três minutos, o Flamengo teve a primeira chance de virar o placar. O árbitro Leandro Vuaden entendeu que o toque de Marcelo Benevenuto em Pedro dentro da área foi faltoso. O camisa 21 pegou a bola para bater e... chutou na trave, desperdiçando a oportunidade de colocar o Fla na frente.

Desde que chegou ao Flamengo, Pedro cobrou sete penalidades, sendo cinco no tempo regulamentar e dois em disputa) e perdeu três. Foram quatro gols, um defendido, um na trave e um anulado por dois toques na bola. Ou seja, 57% de aproveitamento do atacante neste quesito.

Aos 11 minutos, a zaga do Flamengo novamente errou. Robson saiu na cara de Hugo depois de um bate-rebate na área, tentou driblar Hugo, mas o árbitro apontou o impedimento do atacante do Fortaleza. Aos 22, o Fla chegou com perigo de novo. Após cruzamento de Andreas pela direita, Vitinho chegou fechando na segunda trave e deu de cabeça para a boa defesa de Marcelo Boeck.

Aos 25, o Fortaleza contra-atacou no melhor estilo: na velocidade de Pikachu, Zé Welison recebeu a ponta esquerda e cruzou para Hércules, que chegou desviando na segunda trave, e Hugo defendeu à queima-roupa.

Aos 31, Andreas deu no pivô para Pedro, que não conseguiu segurar, mas a bola sobrou suculenta na entrada da área para Matheuzinho, que chutou de primeira e mandou Mmuito perto do canto direito de Boeck.

Depois disso, o Fortaleza se fechou mais ainda para segurar o empate e jogar apenas no contra-ataque. E conseguiu achar o gol da vitória aos 46 minutos do segundo tempo. Tudo começou com um passe errado de Filipe Luís no ataque. Romero passou como quis por Matheuzinho na esquerda e finalizou para a boa defesa de Hugo. No rebote, no entanto, Hércules pegou de primeira com a canhota, fez o segundo gol e fechou o caixão. Em seguida, Vuaden apitou o fim de jogo.

O próximo duelo do Flamengo é com o Red Bull Bragantino, na quarta-feira, às 20h30, em Bragança Paulista, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Para este jogo, o técnico Paulo Sousa não contará com os suspensos Bruno Henrique, David Luiz e Pablo, os lesionados Santos, Fabricio Bruno e Matheus França e Arrascaeta, que está com a seleção uruguaia. Gabigol, por outro lado, retorna de suspensão.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários