Em jogo marcado por muita chuva, Fluminense é derrotado pelo Juventude
[email protected] (O Dia)
Em jogo marcado por muita chuva, Fluminense é derrotado pelo Juventude

Em partida marcada por muita chuva e um grande acúmulo de poças d'água no gramado do Estádio Alfredo Jaconi, o Juventude venceu o Fluminense por um a zero, com gol contra de Luccas Claro, e conseguiu se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. 

A primeira etapa começou de forma calma, com ambos os times tendo dificuldades de jogar por conta do estado do gramado. No entanto, o Juventude, por estar em casa e já conhecer o clima local, teve mais domínio no jogo do que o Tricolor, e pressionou bastante com os atacantes Isidro Pitta e Vitor Gabriel.

Aos 31 minutos, o Juventude partiu em um ataque perigoso com Vitor Gabriel, que arriscou um chute de longe. A bola acabou desviando no zagueiro Manoel, e sobrando para Isidro Pitta, que tentou driblar Fábio. A bola acabou escapando do atacante, mas Luccas Claro não consegue cortar, e acaba chutando para o próprio gol, abrindo o placar para a equipe Alviverde.

O Juventude ainda aumentou o placar aos 38 minutos, com Paulo Henrique, que recebeu um belo passe do paraguai Pitta. No entanto, a arbitragem pegou um impedimento do jogador do clube de Caxias do Sul, e acabou anulando o gol.

Na saída dos times após o primeiro tempo, o meio-campista Ganso, do Fluminense, criticou a CBF por ter deixado o jogo acontecer mesmo com o gramado alagado: "CBF tinha que ver que um jogo desse não tinha condições nenhuma de ser jogado. Se a CBF quer um Campeonato Brasileiro legal, bem jogado, não pode ter jogo em um campo desse".

A etapa final foi mais disputada, com ambas as equipes tentando sair para jogo, mas ainda encontrando dificuldades pelo grande número de poças d'água no gramado.

Felipe Melo, que entrou na volta pro segundo tempo no lugar de Wellington, se envolveu em uma polêmica com Vitor Gabriel aos 15 minutos. O ex-jogador do Flamengo disputou com o zagueiro Tricolor, e acabou recebendo uma pancada no rosto. Vitor Gabriel, inclusive, teve que receber atendimento médico por estar com a boca sangrando. No entanto, o VAR entendeu que não era lance para expulsão.

Cinco minutos depois da confusão entre Felipe Melo e Vitor Gabriel, o camisa 52 do Fluminense deu uma entrada dura em Chico, e acabou recebendo um cartão amarelo. O médico do Tricolor, Ricardo Oliveira, não concordou com o cartão para o jogador, e foi reclamar com a arbitragem. Nervoso, o doutor se exaltou e acabou sendo expulso pelo árbitro Jefferson Ferreira de Moraes.

O Fluminense tentou pressionar o gol defendido por César nos últimos minutos de jogo, mas acabou não conseguindo marcar. 

Aos 48 minutos, Nonato, no banco de reservas reclamou com a arbitragem por conta da marcação de um falta a favor do Juventude, e acabou sendo expulso.

Com o resultado, o Juventude pulou para a 16ª colocação, com 10 pontos. Já o Fluminense se manteve em 11º, com 11 pontos. O Alviverde, agora, se prepara para enfrentar o Athlético-PR, na quarta-feira (08), no Alfredo Jaconi. Já o Tricolor enfrentará o Atlético-MG, também na quarta-feira (08), no Maracanã.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários