Um mês depois da estreia, Diniz aumenta confiança de jogadores no Fluminense, mas luta por time ideal
Lance!
Um mês depois da estreia, Diniz aumenta confiança de jogadores no Fluminense, mas luta por time ideal


O Fluminense tem uma importante rodada pela frente no Campeonato Brasileiro. Pensando em se aproximar do G6 ou ficar mais perto do Z4, o Tricolor enfrenta o Juventude no domingo, às 11h. A véspera do confronto marca um mês da estreia do técnico Fernando Diniz no comando da equipe na vitória sobre o Junior Barranquilla (COL). Com apenas uma derrota, o treinador tem bons números, mas tenta unir resultados a desempenho.

A “versão 2.0” de Diniz no Flu reuniu partidas diferentes do estilo normal do treinador, mas que deram os resultados necessários. Sem jogo bonito e com mais posse de bola, o treinador se adaptou com o pouco tempo que tinha para tentar melhorar a situação do Tricolor após a saída de Abel. O clássico com o Flamengo foi o mais próximo daquilo que o comandante espera ter.

O mês de maio acabou sendo o auge do desgaste do Flu nos últimos meses. Apenas a estreia contra o Junior Barranquilla (COL) e o clássico foram no Maracanã. O time fez viagens para São Paulo, Goiânia, Santa Fe (ARG), Fortaleza e Santa Cruz de la Sierra (BOL). As duas últimas casadas, ou seja, a delegação nem retornou ao Rio de Janeiro. Mesmo assim, são cinco vitórias, dois empates e uma derrota, com 70,83% de aproveitamento.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

Foram oito partidas em 30 dias e a primeira semana livre de treinos foi antes do confronto deste domingo no Alfredo Jaconi. As prioridades eram recuperar lesionados, o que aconteceu com o zagueiro Nino, além de resolver os problemas especialmente nas laterais.

Claro que a eliminação na Sul-Americana é fora da curva daquilo que o Fluminense planejava, mas há o entendimento que Diniz fez o time render o possível para buscar a vaga, inclusive com o 10 a 1 sobre o Oriente Petrolero (BOL). Conhecido pelas relações intensas com os jogadores, a chegada do treinador foi vista como positiva e o mês de trabalho mostrou melhoras no Flu.

Além disso, o treinador já começa um trabalho de recuperação dos atletas. Os principais casos são Caio Paulista e Matheus Martins. O primeiro vem ganhando mais minutos e aparece bem. O segundo quase não era utilizado e agora teve até o pedido do Flu para que voltasse da Seleção Sub-20 para atuar contra o Juventude.

O que Diniz ainda não conseguiu fazer foi encontrar a formação ideal para o Fluminense. Depois de desfazer o esquema com três zagueiros, Nino e David Braz assumiram de vez o setor. No entanto, o volante Felipe Melo está retornando e ainda não há definição sobre o posicionamento. Wellington pode ser sacrificado caso o veterano atue no meio.

Nas laterais há a maior indefinição. Yago Felipe já apareceu pelos dois lados e Caio Paulista também foi improvisado. Calegari, Samuel Xavier, Pineida e Cristiano ainda não ganharam a confiança do treinador.

O Fluminense de Fernando Diniz tem nova chance de se aproximar do G6 neste domingo. Na 11ª posição com 11 pontos, o Tricolor está a um do G6 e três do Z4. O confronto no Alfredo Jaconi com o Juventude acontece às 11h, pela nona rodada do Brasileirão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários