Falta confiança? Diniz muda laterais do Fluminense de novo, mas segue sem soluções
Luiza Sá
Falta confiança? Diniz muda laterais do Fluminense de novo, mas segue sem soluções


A primeira derrota de Fernando Diniz no comando do Fluminense veio ao melhor estilo do que o treinador viveu em 2019. Em uma boa atuação contra um Flamengo completo, o Tricolor acabou derrotado de virada por 2 a 1 na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Mas o que custou, então, o resultado ao Tricolor? Desta vez foram dois fatores principais: o brilhantismo da atuação do goleiro Hugo Souza, o melhor em campo, e o velho problema nas laterais que persiste.

+ ATUAÇÕES: Cano abre o placar e se destaca no Fluminense contra o Flamengo

O Flu tem cinco laterais no elenco. Dois para a direita (Calegari e Samuel Xavier), dois para a esquerda (Cris Silva e Marlon) e um que faz os dois lados (Mário Pineida). Desde que Diniz foi contratado pelo Tricolor, porém, nenhum deles conseguiu se firmar e virar o homem de confiança do treinador. No segundo tempo do Fla-Flu, o treinador viu que precisava equilibrar o setor após duas falhas pelo lado nos gols do Flamengo e mesmo assim a opção foi por Caio Paulista.

Na estreia do técnico, Samuel Xavier e Cris Silva permaneceram no time, já que o treinador teve dois dias de atividade antes da vitória sobre o Junior Barranquilla (COL). No jogo seguinte, o lateral-direito foi mantido, mas Pineida entrou na esquerda no empate com o Palmeiras, formação que se repetiu diante do Vila Nova. O equatoriano continuou sendo utilizado, mas o duelo com o Athletico-PR trouxe uma novidade: Yago Felipe improvisado.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

O meio-campista, então, apareceu como titular em quatro dos últimos cinco jogos. Contra Unión Santa Fe e Fortaleza esteve ao lado de Marlon. Na goleada sobre o Oriente Petrolero (BOL), Diniz teve um time praticamente todo reserva. Nessa circustância, Cris Silva ressurgiu na esquerda e Caio Paulista foi improvisado na direita. No clássico, Samuel Xavier, enfim, retornou e Yago acabou na esquerda mesmo com Pineida e Cristiano no banco. Calegari e Marlon sequer foram relacionados.

- O Yago é polivalente e se esforça para cumprir as funções. Ele tentou fazer o seu melhor. Tivemos mais chances de vencer, empatar do que perder. Infelizmente, se não marcamos o segundo gol, não poderíamos ter tomado o primeiro e nem o segundo, quando estávamos com o time todo atrás da linha da bola. Foi um erro de marcação do lado esquerdo. No segundo tempo tivemos o domínio pleno do jogo, mas não conseguimos o empate - explicou Diniz.

TEM SOLUÇÃO?

Fernando Diniz já admitiu anteriormente que não pensa em manter Yago nas laterais para sempre, mas ainda busca soluções. Nas mãos, tem um jogador que custou cerca de R$ 9 milhões aos cofres do Fluminense (Cris Silva), outro que luta para renovar o contrato (Marlon), uma cria da base (Calegari), um mais experiente, mas sob críticas da torcida (Samuel Xavier) e outro que está emprestado e ainda não rendeu bem de nenhum dos lados (Pineida).

Com uma semana completa de treinamentos, um dos setores que vai demandar mais atenção é justamente esse. A lateral-direita, inclusive, é uma das prioridades do Fluminense na próxima janela de transferências, que abre dia 18 de julho. O clube já sabia no início da temporada que poderia ter problemas, mas via outras posições como maior prioridade.

Por falar na direita, é justo dizer que Samuel Xavier foi bem na derrota para o Flamengo, que pouco se criou pelo lado dele. O problema foi justamente com o corredor livre criado na esquerda. Com Yago na lateral, Diniz perde o bom meio-campista que ele é e também não resolve uma das maiores carências. É um cenário parecido com o que acontecia quando Abel Braga escalava o jogador como meia de criação tendo Paulo Henrique Ganso no banco.

Com o resultado, o Flu cai para 12º, com 11. Agora, por conta da Data Fifa, o time terá a semana livre de treinamentos antes da nona rodada. No domingo, às 11h, o Fluminense enfrenta o Juventude fora de casa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários