'Toca no Calleri que é gol': veja o que trouxe a identificação da torcida do São Paulo com o argentino
Lance!
'Toca no Calleri que é gol': veja o que trouxe a identificação da torcida do São Paulo com o argentino


É comum ouvir nos jogos do São Paulo gritos da torcida direcionados a Calleri . A frase "Toca no Calleri que é gol" virou tradição no estádio do Morumbi nesta temporada. Inclusive, já chegou até mesmo no Maracanã, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro , quando os torcedores tricolores, que estavam lá como visitantes, extravasaram a casa adversária ao ovacionar o argentino.

GALERIA
> De manto novo! Veja as novas camisas dos clubes brasileiros pós-pandemia

TABELA
> Veja tabela do Brasileirão 2022 e simule os próximos jogos

Nesta semana, o camisa 9 atingiu a meta de minutos jogados em contrato, o que determina que o Tricolor deve comprar o atacante pelo valor de 3 milhões de dólares (R$ 14,4 milhões na atual cotação).

Artilheiro da temporada no Tricolor paulista, a identificação com os são-paulinos cresce a cada partida. Tudo isso devido ao seu ótimo desempenho. Além de liderar em gols, também foi a estrela do Campeonato Paulista e, até o momento, do Brasileirão. Veja abaixo alguns motivos que estão transformando Calleri em um ídolo:

1. Artilharia e sede por gols
​Não é a toa que "se tocar nele, é gol". Na sua primeira passagem pelo São Paulo, em 2016, foram 16 gols ao todo, marcados em 31 jogos. Porém, o que mais chama atenção é o que o camisa 9 está fazendo nesta segunda passagem.

Somente neste ano, em 26 jogos disputados, foram quinze gols marcados e uma assistência. O argentino foi artilheiro do Paulistão, com oito gols e também um dos grandes responsáveis por tornar o São Paulo finalista do estadual.

No Campeonato Brasileiro, em sete rodadas, foram sete gols. O camisa 9 está isolado liderando na artilharia da competição. Também é o primeiro no ranking de finalizações, segundo o FootStats. Das 27 tentativas, acertou 16.

2. Identificação com o clube
Um dos grandes pontos que chama atenção no argentino é sua "garra". Mesmo quando não entra como titular, é ovacionado. E na maioria das partidas, auxilia na construção de jogadas que, muitas vezes, são decisivas para o resultado.

Em diversas entrevistas recentes, o jogador já declarou seu amor ao clube e deixou explícito a forma que se entrega. Muitos torcedores afirmam com uma certa constância nas redes sociais que sentem que o atacante "honra a camisa".

- A camisa pega comigo, eu pego muito com a camisa. Estou muito feliz com a camisa, meus melhores momentos no futebol foram com a camisa do São Paulo e espero ficar aqui por mais tempo para ganhar títulos - disse o jogador nos últimos dias.

3. Potencial em quebrar recordes
O jogador já é o sétimo artilheiro estrangeiro da história do Tricolor paulista. Com suas duas passagens, foram 36 gols. Mais um e ele chega a quinta colocação, ultrapassando Aristizábal, com 37.

Além disso, desde 1972 o Campeonato Brasileiro não conta um artilheiro de outro país. Pode ser que esta seja a chance de Calleri reverter isso.

Agora, para a alegria de quem torce pelo Tricolor paulista, Calleri é uma certeza. Antes, estava na condição de empréstimo, o que gerava uma certa preocupação, mesmo com o otimismo do presidente Julio Casares e Rogério Ceni, que já haviam antecipado a informação. Enfim, o atacante será definitivamente do São Paulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários