Luizinho encara ‘dupla missão’ em etapa do STU. Rayssa Leal desiste
Lance!
Luizinho encara ‘dupla missão’ em etapa do STU. Rayssa Leal desiste


Evento inédito, clima especial, atletas olímpicos e até uma nova promessa da modalidade. A partir desta sexta-feira, Porto Alegre será palco da segunda etapa do Circuito Brasileiro de skate, o STU National. Dentre os confirmados, dois nomes chamam ainda mais atenção: Luiz Francisco e Helena Laurino.

+ 'Só peço paciência neste início', diz Zé Roberto sobre renovação na Seleção

Melhor brasileiro no ranking mundial de skate park e quarto colocado nas Olimpíadas de Tóquio, Luizinho competirá tanto no bowl quanto no street. Na infância, o paulista começou a andar no street, mas, na adolescência, optou por competir na outra categoria. Depois dos Jogos Olímpicos, retornou às origens com o foco de disputar profissionalmente ambas as modalidades, sonhando até com vaga dupla em Paris-24.

- Minhas expectativas são as melhores, mas sempre com calma. Sei que no park eu tenho muito mais condição de avançar para final, enquanto no street já fica mais difícil (risos). No geral, me sinto bem e acredito ter condição de avançar para as duas finais - afirma o brasileiro.

Já Helena Laurino impressiona pela técnica e o jeito carismático. Aos 10 anos de idade, a menina foi convidada para o STU após grandes resultados recentes: segundo lugar na Liga Amadora de Bowl e prêmio de melhor manobra, ambos em Fortaleza, pódios em torneios de skate vert e, principalmente, pela oitava posição na final do Campeonato Brasileiro de Park, em Florianópolis, no último ano.

- É uma honra participar do STU e poder me divertir ao lado de skatistas que me inspiram. Vai ser muito especial encontrar as meninas, ainda mais no clima inédito que Porto Alegre nos proporcionará. Estou feliz e quero mostrar minhas habilidades para todos - comenta Helena, via TheOne.

Nova geração busca mostrar a cara

Eleito skatista do ano, na categoria masculina, pela CBSK (Confederação Brasileira de Skate), em 2021, Felipe Nunes está confirmado. Em ano histórico ao skate com a entrada no programa olímpico, o jovem paranaense, que teve de amputar as duas pernas ao sofrer acidente quando tinha seis anos de idade, conseguiu superar os indicados para ficar com o troféu. E essa motivação se reflete na disputa do STU.

- Me sinto bem em competir de igual pra igual com todos os outros profissionais e participantes . Vou dar meu melhor, inspirar o público presente. Espero que seja um show do esporte em Porto Alegre - diz Felipe.

Além deles, a paulista Raicca Ventura, de 15 anos, e o catarinense Kalani Konig, de 14 anos, fazem parte da nova geração do skate park que busca competir em alto nível visando aos Jogos de Paris-24.

Rayssa Leal é desfalque

Pela primeira vez no local, o torneio faz parte dos festejos de 250 anos da cidade e reunirá ainda nomes como Raicca Ventura, Yndiara Asp e Pedro Barros. Rayssa Leal não competirá em Porto Alegre.

A medalhista de prata nas Olimpíadas de Tóquio no street comunicou a decisão à Confederação Brasileira de Skate (CBSk) que precisará descansar e se dedicar à etapa qualificatória para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, em Roma.

A atleta vem de uma rotina intensa. Foi campeã da etapa do Japão dos X-Games, em abril, e logo iniciou um período de treinos em Los Angeles (EUA).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários