Lorenne fecha com campeão russo em ano de salto na Seleção de vôlei
Jonas Moura
Lorenne fecha com campeão russo em ano de salto na Seleção de vôlei


Em ano de afirmação na Seleção Brasileira de vôlei , a oposta Lorenne jogará na Rússia na próxima temporada. O LANCE! apurou que a atacante de 26 anos está perto de ser anunciada pelo Lokomotiv Kaliningrad, que conquistou o título do Campeonato Russo em maio.

+ Tifanny manifesta apoio a Tandara após punição por doping

A brasileira chega ao time de Kaliningrado para substituir Irina Voronkova, um dos destaques da seleção russa e segunda maior pontuadora da última liga local. A atleta está de saída para o Eczacibasi, da Turquia.

Lorenne

Lorenne vem de boa temporada no Japão (Foto: Divulgação/Instagram)

Será a primeira experiência de Lorenne no país e a segunda no exterior. Ela vem de boa temporada pelo Ageo Medics, do Japão, e apareceu na lista do técnico José Roberto Guimarães para os compromissos de 2022, que incluem a Liga das Nações e o Campeonato Mundial. O treinador está animado com a possibilidade.

- Outra língua, outra cultura, outro estilo de jogo, mudança de hábitos. Estar sozinha em outro país. Com certeza será importante para ela como jogadora. O vôlei russo tem muitas jogadoras boas surgindo e bons técnicos. É uma ótima opção - analisou Zé Roberto.

+ Como o Brasil está no UFC? Veja o cenário do país em cada categoria

A mudança de país é motivada pela chance de crescimento na carreira. O vôlei russo, mais ofensivo e com maior alcance dos bloqueios, é fator desafiador para uma oposta. Já a liga japonesa se destaca pelas defesas incríveis e pelo volume de jogo.

Lorenne também teve sondagens de times italianos. O último clube da mineira no Brasil foi o Sesc RJ Flamengo, de Bernardinho. Ela também teve destaque no Barueri, de José Roberto Guimarães.

O momento é de renovação na Seleção Brasileira, com foco nas Olimpíadas de Paris 2024. Atualmente, Lorenne tem a concorrência da jovem e promissora Kisy, de 22 anos e que acaba de conquistar a Superliga e o Sul-Americano pelo Itambé/Minas, e de Lorrayna, de 22, que vem de Barueri e também deve jogar no exterior.

Rosamaria, de 28, que trocou o Novara pelo Busto Arsizio, ambos da Itália, é outro nome importante na posição, mas também será utilizada como ponteira por Zé Roberto. É o mesmo caso de Tainara, do Dentil/Praia Clube, e de Ana Cristina, do Fenerbahce.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários