Cruzeiro planeja pagar dívida na Fifa pela contratação de Rodriguinho, em 2019
Filipe Sodré - Valinor Conteúdo
Cruzeiro planeja pagar dívida na Fifa pela contratação de Rodriguinho, em 2019


Desde que Ronaldo Nazário assinou o contrato de intenção de compra de parte das ações da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro, em 18 de dezembro do ano passado, o time celeste vem trabalhando para o pagamento de dívidas emergentes e onerosas. Nesse contexto, a Raposa quitou, junto à Fifa, dois transfer ban nos últimos meses.

Agora, já com o ex-atacante sob o comando do futebol, o time estrelado busca maneiras de manter, minimamente, uma saúde financeira estável, para que possa alcançar os objetivos desportivos, no caso, para 2022, o acesso à elite do futebol nacional.

Em entrevista exclusiva ao Superesportes Entrevista , Pedro Martins, Diretor de Futebol do Cruzeiro, comentou sobre a situação financeira do clube. Segundo ele, o clube estrelado ainda trabalha visando as dívidas de curto prazo como prioridades.

“O clube vem trabalhando muito para quitar todas as dívidas de curto prazo, na realidade, para dar solução a toda a estrutura de dívida que a gente encontrou desde a chegada. Quando a gente chegou, já tinham esses casos de transfer ban e encontramos soluções imediatas. Aí o Ronaldo foi fundamental, inclusive fazendo aportes mesmo antes de ter feito a compra definitiva do Cruzeiro.”, declarou.

Em outro momento da conversa, o executivo declarou que o Cruzeiro já estuda uma alternativa para quitar a dívida pela contratação do meio-campista Rodriguinho, em 2019, mas reiterou que o clube vive um momento ajustado financeiramente. O time mineiro deve cerca de R$ 30 milhões ao Pyrâmids, time do Egito.

“Agora nós temos um pouco mais de prazo para procurar soluções e alternativas, mas eu reforço: o Cruzeiro é um clube que vive com sua conta bem ajustadinha. De uma maneira ou de outra terá que ser solucionado, e estamos trabalhando com alguns braços para dar uma solução o quanto antes para esse caso.”, finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários