Saiba os critérios da Fifa para a escolha dos árbitros para a Copa do Mundo do Qatar
Lance!
Saiba os critérios da Fifa para a escolha dos árbitros para a Copa do Mundo do Qatar


Faltam pouco mais 180 dias para a Copa do Mundo do Qatar e, nesta quinta-feira, a Fifa divulgou os nomes dos árbitros e assistentes que estarão presentes no Mundial. Wilton Pereira Sampaio e Raphael Claus foram os escolhidos para representar o Brasil na competição.

De acordo com a entidade máxima do futebol, os critérios para a escolha dos árbitros para a Copa do Mundo é baseada na qualidade e no desempenho dos mesmos nos torneios da Fifa, bem como nas competições internacionais e nacionais dos últimos anos.

+ VEJA A TABELA DA COPA DO MUNDO DO QATAR


- Como sempre, o critério que usamos é ‘qualidade em primeiro lugar' e os árbitros selecionados representam o mais alto nível de arbitragem em todo o mundo. A Copa do Mundo de 2018 foi muito bem sucedida, em parte por causa do alto padrão de arbitragem, e faremos o possível para sermos ainda melhores em alguns meses no Qatar - destacou o ex-árbitro italiano Pierluigi Collina, e atual presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa.

Raphael Claus

Raphael Claus será o outro representante do Brasil no apito (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Massimo Busacca, ex-árbitro suíço e que ocupa o cargo de Diretor de Arbitragem da Fifa, também falou sobre a escolha dos árbitros e sobre a preparação feita por eles para o Mundial.

- Graças a um programa inovador de acompanhamento e suporte, todos os árbitros podem ser supervisionados pelos instrutores dos árbitros da FIFA de forma ainda mais próxima e intensiva do que nos anos anteriores. Este é um fator muito importante, do qual esperamos melhorias e avanços consideráveis ​​em vista da Copa do Mundo - afirmou Busacca.

+ Torcedores contestam convocação de árbitro brasileiro que já foi criticado por Messi para a Copa do Mundo

- Além disso, haverá programas individuais feitos sob medida, em particular no que diz respeito à saúde e condicionamento físico. Cada árbitro de partida será cuidadosamente monitorado nos próximos meses com uma avaliação final de aspectos técnicos, físicos e médicos a serem feitos pouco antes da Copa do Mundo, para que estejam nas melhores condições quando a bola começar a rolar no Qatar - completou o ex-árbitro ao site da Fifa.

Ao todo, serão 36 árbitros, 69 assistentes e 24 árbitros de vídeo foram escolhidos em cooperação com as seis confederações filiadas à entidade. Dentre esses, pela primeira vez na história de uma Copa do Mundo, três árbitras e três assistentes foram escolhidas pela Fifa, sendo uma delas a brasileira Neuza Inês Back.

- Estamos muito felizes que com Stéphanie Frappart da França, Salima Mukansanga de Ruanda e Yoshimi Yamashita do Japão, além dos árbitros assistentes Neuza Inês Back do Brasil, Karen Díaz Medina do México e Kathryn Nesbitt dos EUA, conseguimos convocar árbitras pela primeira vez na história de uma Copa do Mundo da FIFA. Isso conclui um longo processo que começou há vários anos com a implantação de árbitras nos torneios masculinos juniores e seniores da Fifa. Desta forma, enfatizamos claramente que é a qualidade que conta para nós e não o gênero - concluiu Pierluigi Collina.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários