Paulo Sousa se agarra a um fator para recuperar o Flamengo no Brasileirão
Lance!
Paulo Sousa se agarra a um fator para recuperar o Flamengo no Brasileirão


Com seis pontos em seis rodadas, o Flamengo encara o Goiás, neste sábado, pressionado pela vitória. Para recuperar-se no Brasileirão , o Flamengo contará com o apoio da torcida no Maracanã, palco dos próximos três compromissos do Rubro-Negro no torneio. Na visão de Paulo Sousa, o "fator casa" colabora para tirar o melhor da equipe.

Paulo Sousa expõe Diego Alves: lembre episódios que sacudiram o Flamengo desde 2020

- Fora de casa, somos pressionantes também. Na Libertadores ou no Brasileirão, com exceção de um ou outro jogo. Temos que melhorar em termos de mentalidade em alguns momentos, sem dúvida, para manter a intensidade. O Maracanã exige isso. Nos empurra, e nossos jogadores se sentem felizes com isso - afirmou o técnico Paulo Sousa.

A "exigência" do Maracanã pode corroborar o lado mental do time de Paulo Sousa. Ao longo desta temporada, o Flamengo acumula erros individuais em momentos decisivos de partidas. No Brasileirão, as falhas mais recentes foram do Hugo Souza , que seguirá como titular na ausência do goleiro Santos, recuperando-se de lesão muscular.

Willian Arão, Léo Pereira, Isla, Diego Alves, Filipe Luís, Andreas... Não foram poucos os jogadores do Flamengo que tiveram erros decisivos em outros momentos da temporada. Após vencer a Universidad Católica (CHI), o Rubro-Negro espera confirmar o bom momento, aliando resultado e desempenho, diante do Goiás neste sábado. Os ingressos para a partida no Maracanã estão à venda. Saiba mais aqui!

Além de minimizar os erros defensivos e manter os atletas atentos, o Flamengo também precisa melhorar a eficiência nas finalizações. No Campeonato Brasileiro, o time de Paulo Sousa é o quarto que mais finaliza, com 89 chutes, atrás de Palmeiras, Coritiba e Atlético-MG.

São 37 chutes certos (o terceiro melhor índice entre os 20 clubes da Série A), mas apenas seis gols marcados, o que torna o Flamengo o quinto pior ataque - junto com Fluminense, Internacional e Ceará.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários