Jiu-Jitsu para o Rugby: faixa-preta brasileiro desenvolve novo treino
TATAME
Jiu-Jitsu para o Rugby: faixa-preta brasileiro desenvolve novo treino


Faixa-preta da Gracie Barra Cedar Park e Round Rock, o brasileiro André Sena vem inovando com uma metodologia que usa o Jiu-Jitsu em treinos de Rugby e é o responsável por esse treinamento personalizado para atletas do AG Rugby, time do Texas (EUA).

Vendo que a luta agarrada poderia ajudar no rendimento do time, unindo técnica e força, o faixa-preta começou a desenvolver o trabalho que já rendeu bons frutos, segundo depoimentos dos próprios jogadores e dos treinadores do AG Rugby.

- A qualidade do trabalho e do ensino do André Sena, além dos outros instrutores, é incrível. Para nós é vital que tenhamos especialistas nos ensinando nessa área e liderando as aulas. Eles estão sempre abertos a aprender mais sobre o Rugby como esporte e planejar as sessões juntos para tornar alguns elementos mais específicos - disse Sam Harris, treinador principal, que completou:

- Ter essa experiência de princípios e técnicas, bem como ensinar os jogadores em um nível tão alto de detalhes, nos leva a obter os melhores resultados possíveis usando o Jiu-Jitsu como parte de nós, virando atletas melhores enquanto nos preparamos fisicamente.

Já Simon Thomas, responsável pela performance da equipe, ressaltou a diminuição do número de lesões neste início de temporada, além do aumento do rendimento dos jogadores:

- Usar o Jiu-Jitsu como parte importante da nossa preparação teve um papel fundamental no início invicto em 2022, vencendo os dois jogos da pré-temporada e 5-0 na regular, ocupando o topo da classificação. Também reduzimos as lesões por contato, o que é um crédito para essa preparação através do Jiu-Jitsu - finalizou.

Elogiado, André Sena agora pensa em expandir os treinos de Jiu-Jitsu voltados para atletas de alto rendimento de outras modalidades além do Rugby, aumentando as ferramentas de qualificação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários