Em primeiro jogo após denunciar lateral do Corinthians, Edenilson comemora gol com gesto antirracista
Lance!
Em primeiro jogo após denunciar lateral do Corinthians, Edenilson comemora gol com gesto antirracista


Três dias após acusar o lateral direito Rafael Ramos, do Corinthians, de injúria racial , o meio-campista do Internacional Edenilson comemorou gol com punho cerrado. O gesto, simbólico da luta antirracismo, foi feito após a abertura do placar para o Colorado contra o Independiente Medellín, na noite desta terça-feira (17), no Beira-Rio, pela Copa Sul-Americana. O experiente atleta ainda fez o segundo no triunfo pela Copa Sul-Americana.

+ GALERIA: Veja publicações de clubes no Dia Internacional contra a Homofobia

+ Com gols de Edenilson, Internacional vence pela Sul-Americana

O gol, que teve assistência de David, abriu o marcador aos 18 minutos do primeiro tempo (os gaúchos venceram por 2 a 0). Ao balançar a rede dos colombianos, Edenilson ficou sem camisa a fim de mostrar a cor da pele e ergueu o punho. Outros dois atletas do Inter, Mauricio e Fabricio Bustos, repetiram o gesto do volante, que foi advertido com cartão amarelo por ter retirado a camisa.

No último domingo, o volante acusou Rafael Ramos de chamá-lo de 'macaco' em partida contra o Corinthians, no mesmo Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois jogadores chegaram a se encontrar no vestiário, mas o lateral não pediu desculpas por alegar ter sido mal compreendido. Então, Edenilson resolveu prestar queixa em delegacia de Porto Alegre. O jogador pagou R$ 10 mil de fiança e responderá ao processo em liberdade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários