Santos perde para o Goiás e se afasta da liderança do Brasileiro
LANCE!/DIARIO DO PEIXE
Santos perde para o Goiás e se afasta da liderança do Brasileiro


O Santos entrou em campo neste domingo (15) para encarar o Goiás, no estádio da Serrinha, com a esperança de voltar à liderança do Campeonato Brasileiro , mas um pênalti infantil, a falta de inspiração e uma forte retranca dos donos da casa, não permitiram.

O pênalti infantil foi cometido pelo uruguaio Emiliano Velázquez, ainda no primeiro tempo, ao derrubar o veterano Apodi, que estava de costas para o gol. Na cobrança, Elvis bateu João Paulo e decretou a vitória goiana por 1 a 0.

Peixe perdeu a chance de liderar (Foto: Divulgação / Twitter Santos)

O resultado manteve o Santos com 10 pontos na tabela, agora na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, atrás de Corinthians, Atlético Mineiro (que tem um jogo a mais), Botafogo e São Paulo.

O Peixe volta a campo na quarta-feira, mas pela Copa Sul-Americana, diante do Unión La Calera, do Chile, e precisa da vitória para assumir a liderança do grupo. O próximo desafio pelo Brasileirão será no sábado, diante do Ceará, às 18h30, novamente como mandante, mas, desta vez, na Arena Barueri.

O jogo

O Santos começou o jogo levando perigo ao gol defendido por Tadeu em cabeçada de Marcos Leonardo logo aos 5 minutos, mas parou por aí. A marcação demorou a encaixar, e o Goiás se aproveitou disso da melhor maneira possível.

Aos 17 minutos, Apodi, que estava de costas para o gol, foi derrubado na área pelo uruguaio Velázquez, de forma desnecessária. Pênalti, que Elvis cobrou com categoria, abrindo o placar para os donos da casa: 1 a 0.

Após o gol, o Santos, que teve o retorno de Maicon na zaga, e a presença de Angulo no lugar de Ricardo Goulart como novidades em relação ao time que venceu o Coritiba, até que tentou buscar o empate, mas esbarrou em uma verdadeira parede armada pelo técnico do Goiás, Jair Ventura.

A jornada pouco inspirada dos laterais Madson e Lucas Pires também contribuiu para o Santos ter dificuldades em furar o ferrolho goiano no primeiro tempo. Nas raras vezes em que conseguiu finalizar contra o gol, ora o Santos parou em Tadeu, ora pecou pela falta de pontaria.

Na segunda etapa, o time voltou com a mesma formação e, claro, as mesmas dificuldades para encontrar espaços no sistema defensivo armado pelo Goiás.

Bustos só resolveu mexer aos 15 minutos, mandando Sandry e Rwan Seco para o jogo nos lugares de Marcos Leonardo e Vinícius Zanocelo, mas nada mudou.

Ricardo Goulart, Pirani e Lucas Braga também entraram, mas a falta de inspiração seguiu dando o tom. Madson até marcou, mas estava impedido, e o resultado acabou mesmo 1 a 0 para o Goiás.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 0 SANTOS


Data e hora: 15 de maio de 2022, às 19h
Local: Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha) (GO)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE)
Árbitro de vídeo : Heber Roberto Lopes (SC)
Cartões amarelos : Fábian Bustos (Santos)
GOLS: Elvis (1 x 0), aos 19 minutos do 1º tempo

GOIÁS : Tadeu; Sidimar, Da Silva e Caetano; Apodi (Maguinho), Diego (Juan), Matheus Sales, Elvis (Felipe Bastos) e Caio Vinícius (Auremir); Dadá Belmonte e Pedro Raul (Nicolas). Técnico : Jair Ventura

SANTOS : João Paulo; Madson, Velázquez, Maicone Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Gabriel Pirani), Zanocelo (Sandry) e Jhojan Julio (Lucas Braga); Bryan Ângulo, Léo Baptistão (Ricardo Goulart) e Marcos Leonardo (Rwan Seco). Técnico : Fabián Bustos

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários