Copa Brasil de vela de praia segue tendência olímpica com homens e mulheres equiparados
Lance!
Copa Brasil de vela de praia segue tendência olímpica com homens e mulheres equiparados


A etapa de Arraial do Cabo (RJ) da Copa Brasil de vela de praia segue a tendência dos principais eventos da modalidade, equiparando o número de homens e mulheres nas classes inscritas no calendário de competições. O evento, que chegou ao seu segundo dia no litoral fluminense na sexta-feira, dá oportunidades iguais aos gêneros nas regatas, comissão, arbitragem e organização.

+ Como o Brasil está no UFC? Veja o cenário do país em cada categoria

Na Olimpíada de Paris 2024, as classes do programa serão rigorosamente iguais para homens e mulheres com IQ Foil, Fórmula Kite, Laser, 49er e 49er Fx, além das categorias mistas como Nacra 17 e o 470.

Nas regatas da Copa Brasil de Vela Praia, que valem vaga para os XII Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022, é confirmado esse entrosamento entre os velejadores, principalmente dos mais jovens. Clubes e escolinhas de vela adotam desde a base esse intercâmbio entre os gêneros.

No evento, oito duplas mistas abaixo de 24 anos estão disputando uma vaga para os Jogos Sul-americanos. A classe Snipe é uma das ações da World Sailing para a equiparação. “A expectativa é muito boa para o campeonato, é muito bom velejar em um lugar diferente, eu, e a maioria nunca velejou nesse local. Eu acho que é um lugar espetacular e maravilhoso. Espero que seja um ótimo campeonato, com boas velejadas e boas disputas”, falou Nick Grael, filho de Lars Grael e que faz dupla com Alice Brandão.

Nick e a Alice estão na frente na classe Snipe, que teve três regatas realizadas no primeiro dia de competições, na quinta-feira (12). Os dois lideram com 8 pontos perdidos.

Sem vento

O clima ensolarado e sem ventos pode ser uma boa pedida para quem gosta de praia, mas para quem gosta de vela, é um dia mais difícil. E foi o que aconteceu nesta sexta-feira (13) na etapa de Arraial do Cabo (RJ) da Copa Brasil de Vela de Praia, região dos Lagos do estado.

O campeonato, organizado pela CBVela – Confederação Brasileira de Vela, reúne nove classes e terá provas até o domingo (15). A Ilca 7 foi a única classe do dia com uma regata válida. O evento, que reúne nove categorias, ainda não teve a estreia de três: Dingue, Optimist e Wingfoil (F/M). A sede do evento fica na areia da Praia dos Anjos, área central da cidade.

- Hoje foi um dia muito difícil, pegamos vento do Leste, Norte, Sudoeste e no final do Sul. O vento estava muito fraco, rajadas de 7 nós apenas, conseguimos fazer uma regata, as demais foram canceladas porque não era possível navegar. Infelizmente a expectativa para amanhã é de pouco vento também. Esse é um esporte 100% natureza, dependemos da maré e do vento - disse a baiana Marione Macário, oficial de regatas da raia 2, que inclui as classes Ilca 6 e 7, Dingue e Snipe.

As áreas de competição são na Enseada de Arraial do Cabo entre a Praia dos Anjos, Ilha do Farol e a Ilha dos Porcos. Os percursos são no formato barla-sota, trapezoidal, slalom ou triangular conforme descrito nas instruções de regatas a critério da Comissão de Regata.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários