Yuri admite obrigação do Vasco de vencer em casa na Série B e ressalta apoio a Zé Ricardo
Luiza Sá
Yuri admite obrigação do Vasco de vencer em casa na Série B e ressalta apoio a Zé Ricardo


O Vasco conquistou apenas a segunda vitória em seis rodadas na Série B do Campeonato Brasileiro ao bater o CSA neste sábado . Com desempenho ruim no primeiro tempo, o time saiu de campo vaiado e ouviu que vencer em São Januário era obrigação. Após a partida, o volante Yuri Lara, um dos destaques da equipe, admitiu que o time também encara desta forma as partidas como mandate e analisou o confronto.

Yuri manifestou apoio ao técnico Zé Ricardo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- É obrigação (vencer). Todo jogo temos que ganhar, principalmente em casa. Para quem quer subir, tem que pontuar em casa e fora. Ainda não perdemos na competição, mas temos que ter mais vitórias. Empate não adianta. Sabemos que cada jogo é um jogo. Cada time que vem aqui joga de um jeito - analisou.

- O CSA joga com posse de bola e alarga muito o campo e não conseguimos encaixar. Isso gera impaciência no torcedor, que quer que a gente marque em cima, ataque o tempo inteiro. Temos que trabalhar para encurtar o time dos caras, pressionar. Não tem jeito. Com o caldeirão cheio não tem outra alternativa. Não tem como ficar atrás. Tivemos certa dificuldade por conta do time deles, mas suportamos bem - completou.

Veja a tabela da Série B do Brasileirão

Muito pressionado, o técnico Zé Ricardo teve um alívio com o resultado positivo, mas ouviu xingamentos das arqquibancadas ao longo de todo jogo. A torcida quer a demissão do treinador, enquanto a diretoria ainda banca o trabalho. Yuri saiu em defesa do comandante.

- Todo mundo tem que ser cobrado, não só o Zé Ricardo. Nós que estamos no campo também temos que ser cobrados. Estamos junto com o Zé. Se tivermos vitórias vai dar uma tranquilidade e ele não vai estar tão pressionado assim. Espero que a gente possa vencer e brigar lá em cima - afirmou o jogador.

Apesar da fase ruim do time em campo com duas vitórias e quatro empates na Série B, Yuri vem sendo um ponto positivo. Resultado disso está na relação com a torcida. Ao longo da partida e especialmente nos minutos finais, os cruz-maltinos fizeram o tradicional "ruf ruf" para o jogador, exaltando a característica do volante. Na zona mista, ele falou sobre a sensação.

- Arrepia (o carinho da torcida). Não tem o que falar. É um carinho muito grande que estou recebendo. Espero render dentro de campo para que continue. Se eu for mal e não der a vida, não vai ter latido. Espero que continue. Não tem nem o que falar dessa torcida. Não só eu, mas todos os jogadores reconhecem o que eles estão fazendo. Chega até a arrepiar. Não estamos encaixando boas partidas, empatamos com o Tombense fora de casa e olha o que eles fizeram hoje. Parabenizamos por lutarem mais uma vez no estádio e esperamos continuar dando vitórias. Não só para eles, mas para todo o grupo. Dentro de casa temos que fazer nosso papel - finalizou.

Com o resultado, o Vasco chega a quinto lugar, com 10 pontos. Na próxima rodada, o Cruz-Maltino terá o Bahia pela frente, um dos concorrentes ao G4. O duelo será domingo, às 16h, em São Januário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários