Fluminense terá Marcão novamente à frente da equipe contra o Coritiba e reencontro com ex-jogadores
Lance!
Fluminense terá Marcão novamente à frente da equipe contra o Coritiba e reencontro com ex-jogadores


Neste domingo, o Fluminense entra em campo pela quarta rodada do Brasileirão. No Estádio Couto Pereira, o time enfrenta o Coritiba , às 16h. Para o duelo, o Tricolor terá Marcão à frente do elenco. O técnico, inclusive, foi o comandante da equipe no último confronto com o Coxa Branca, que terminou por 3 a 3, na 31ª rodada do Brasileirão de 2020. Pelo lado do mandante, Egídio terá o primeiro reencontro com o Flu após sua saída, no início deste ano.

No último confronto entre Fluminense e Coritiba, Marcão optou pelo 4-3-3 que costuma utilizar. Em um time com Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Egídio no setor defensivo, o Tricolor acabou sofrendo o primeiro gol da partida, aos 3 minutos do primeiro tempo. Aos 33, Natanael ampliou. Após um primeiro tempo abaixo do esperado, o então técnico acionou Caio Paulista e John Kennedy no setor ofensivo, antes composto por Luiz Henrique, Fred e Lucca. O resultado veio: das substituições saíram dois gols, um de cada jogador. O camisa 9 também chegou a deixar o seu gol no Couto Pereira, aos 71 minutos.

Apesar de ter sofrido três gols, Marcão não fez alterações na defesa naquele dia. No meio, a opção foi tirar Yago Felipe, que já havia recebido cartão amarelo, para a entrada de Wellington. Contudo, fora o sufoco na primeira etapa, o Fluminense se comportou bem na partida. A equipe fez 20 finalizações, contra nove do Coritiba. Destas, apenas cinco foram em direção ao gol, mas três delas estufaram a rede. O Tricolor ainda teve cinco tentativas bloqueadas pela defesa do Coxa, que atualmente conta com o zagueiro Henrique, ex-jogador do clube das Laranjeiras.

Porém, o desafio de Marcão será maior que na época do confronto pelo Brasileirão de 2020. Na ocasião, o técnico já estava comandando a equipe há alguns jogos, desde a saída de Odair Hellmann, em dezembro. O auxiliar técnico conseguiu melhorar ainda mais o aproveitamento da equipe, que já estava bom, e conquistou pontos importantes para dar ao Fluminense a vaga na Libertadores. Nesta temporada, a situação é diferente. Ele assumiu apenas enquanto Fernando Diniz , anunciado no último sábado, não começa o trabalho no CT Carlos Castilho.

Leia Também

Como professor de um jogo só, a missão de Marco Aurélio será a de retomar a confiança do elenco depois de uma derrota no Brasileiro e um empate na Sul-Americana, que diminuiu as chances de classificação do Fluminense para a próxima etapa. Ainda que pese as diferenças entre o estilo de Abel Braga e Marcão, o técnico interino não deve ir muito além dos nomes propostos pelo antigo comandante em suas escalações. De qualquer forma, os ventos de mudança já começaram a chegar em Laranjeiras, e podem ser recebidos já com a vitória assegurada pelo comandante temporário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários