Paulo Sousa vê intensidade baixa do Flamengo, apesar da vitória no Chile, e explica substituições
Lance!
Paulo Sousa vê intensidade baixa do Flamengo, apesar da vitória no Chile, e explica substituições


Com a vitória por 3 a 2 sobre a Universidad Católica , nesta quinta em Santiago, o Flamengo manteve-se na liderança e com 100% de aproveitamento no Grupo H da Libertadores, mas o desempenho do Rubro-Negro não foi satisfatório. O time de Paulo Sousa chegou a ser pressionado pelo rival, tanto que o próprio técnico identificou uma intensidade mais baixa do que a necessária no duelo.

Confira a classificação do Grupo H e as próximas rodadas da Libertadores!

ATUAÇÕES: Gabi e Bruno Henrique brilham como dupla e comandam o Fla!

- Hoje sofremos um pouco, faltou ter um pouco mais de intensidade, sobretudo em termos individuais e coletivos. Contudo, precisamos entender o contexto do número de jogos em sequência e de termos enfrentado um grande adversário fora de casa. A conquista de hoje foi grande, enfrentamos um adversário que não é fácil e tenho certeza que a vitória dará progresso no nosso avanço como equipe - afirmou o Mister, que comandou o time pela 21ª vez desde fevereiro.

Leia Também

A falta de intensidade identificada pelo Paulo Sousa colocou a vitória em risco em vários momentos da partida, mas a Universidad Católica não aproveitou as chances criadas. Assim, com dois gols de Gabi e o terceiro de Lázaro, o Flamengo conquistou mais três pontos e tem classificação encaminhada para as oitavas de final da Libertadores. Na quarta, o Rubro-Negro visita o Talleres.

Ainda sobre a partida desta quinta, chamou a atenção as substituições feitas por Paulo Sousa, principalmente aos 19 minutos da etapa final, com o time mandante pressionando o Flamengo pelo empate. O técnico - que já havia tirado João Gomes no intervalo e colocado Andreas Pereira - substituiu Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Arrascaeta de uma vez, acionando Lázaro, Marinho e Diego. Na entrevista após o jogo, Paulo Sousa explicou as escolhas feitas.

- O Everton Ribeiro vem sentindo fortes dores musculares na panturrilha e por isso saiu mais cedo. Por outro lado, o Arrascaeta teve uma leve contusão no musculo recentemente, ou seja, vem passando por dificuldade. A equipe precisa dele, mas precisamos seguir usando o atleta com cuidado - afirmou.

- Dentro do nosso jogo é preciso ter muita intensidade física. Temos que lembrar que o João vem de partidas com grandes minutos dentro de campo. Logo, o atleta teve recentemente grande desgaste físico e chegou a se queixar de dores musculares. Sendo assim, optamos por substituir o atleta logo no início do segundo tempo, por entendermos que precisávamos de mais frescura e intensidade - completou a respeito da saída de João Gomes no intervalo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários