Justiça italiana aguarda PF localizar Robinho para prosseguir com pedido de extradição
Lance!
Justiça italiana aguarda PF localizar Robinho para prosseguir com pedido de extradição


Condenados por crime de estupro na Itália, o atacante Robinho e o amigo Ricardo Falco seguem no radar das autoridades italianas. No entanto, de acordo com o 'UOL', uma fonte da Justiça italiana afirmou que a Polícia Federal brasileira precisa localizar o atleta para dar seguimento aos trâmites do caso.

+ Veja o que rolou no 2º dia de desfiles no Rio de Janeiro

Robinho e Ricardo Falco foram condenados à nove anos de prisão pelo crime cometido em 2013, em Milão. A dupla não pode mais entrar com recursos no caso, e o nome de ambos entrou para a lista vermelha da Interpol. A Polícia Federal se manifestou ao "Uol" e disse que o atacante não pode ser extraditado.

+ Com desfile repleto de emoções, Gaviões da Fiel aborda a desigualdade social brasileira

- Por se tratar de nacional brasileiro, não poderá ser extraditado, tendo em vista a extradição de nacionais ser vedada por nossa Constituição, e nos termos do Artigo VI do Tratado de Extradição firmado entre Brasil e Itália - escreveu a PF em nota.

Robinho segue morando nos apartamentos que é dono, em Santos e no Guarujá.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários