Com confusão no final e gol de Eder, São Paulo empata com o Red Bull Bragantino
Lance!
Com confusão no final e gol de Eder, São Paulo empata com o Red Bull Bragantino


O São Paulo garantiu um empate por 1 a 1 contra o Red Bull Bragantino na partida disputada neste sábado (23), no estádio Nabi Abi Chedid. Após sair em desvantagem ainda nos primeiros momentos, Eder foi o responsável pelo gol do Tricolor paulista no segundo tempo.


RED BULL BRAGANTINO ABRE O PLACAR NO PRIMEIRO ATAQUE DA PARTIDA

Em menos de um minuto de jogo, Alerrandro recebeu a bola na ponta direita, tentou um cruzamento, mas foi bloqueado. Miguel se aproveitou da cobrança de escanteio do Red Bull Bragantino e tentou uma finalização para o gol, defendida por Jandrei. Porém, Alerrandro recuperou a bola e abriu o placar para a equipe ainda nos primeiros momentos da partida.

SÃO PAULO TENTA AVANÇAR APÓS SAIR EM DESVANTAGEM

O São Paulo tentou reagir após levar o primeiro gol ainda nos primeiros momentos da rodada. Calleri tentou uma finalização perigosa aos quatro minutos do primeiro tempo, mas Cleiton desviou. Pouco tempo depois, Diego Costa tentou finalizar de cabeça, a bola passou perto, mas não entrou.

O Massa Bruta, após abrir o placar, adotou uma postura mais defensiva, enquanto o Tricolor paulista buscou trocar passes e encontrar espaços para criar mais chances. A equipe de Rogério Ceni conseguiu equilibrar melhor o jogo conforme os minutos foram passando, mas errando muitos passes e com dificuldades para criar finalizações mais arriscadas.

Aos 29 minutos da primeira etapa, Patrick recebeu uma bola perto da área do Red Bull Bragantino e finalizou com força. A bola, portanto, passou por cima do gol.

PRIMEIRO TEMPO TERMINA COM BUSCA DO SÃO PAULO PELO EMPATE

A primeira etapa da partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2022 terminou com diversas tentativas do São Paulo de buscar seu empate. Aos 33 minutos, Calleri recebeu um bom lançamento de Patrick na área adversária. Tentou finalizar, mas o chute saiu fraco. Poucos minutos depois, aos 36 minutos, o camisa 9 tentou novamente marcar, mas a bola parou no goleiro do Red Bull Bragantino.

Aos 40, novamente Calleri. O atacante tentou mais uma vez, porém além de chutar para fora, estava irregular na posição. O primeiro tempo terminou com uma pressão maior do Tricolor Paulista em cima do Massa Bruta, que por sua vez, apresentou bastante força na sua parte defensiva.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA COM JOGO EQUILIBRADO E DISCUSSÕES

A etapa final da partida começou equilibrada para os dois lados. O São Paulo continuou adotando uma postura parecida com a vista na primeira parte, enquanto o Red Bull Bragantino passou a avançar um pouco mais. Ainda nos primeiros minutos, Rodrigo Nestor tentou duas finalizações seguidas.

Porém, aos dez minutos, Léo Realpe cometeu uma falta em cima do Calleri e levou cartão amarelo. Mas a atitude de Realpe esquentou o clima no Nabizão. Os jogadores começaram uma pequena confusão após a falta cometida, onde o atleta do Bragantino atingiu o camisa 9 do Tricolor paulista, que rendeu três cartões amarelos.

Leia Também

RED BULL BRAGANTINO PERDE UMA BOA CHANCE DE MARCAR O SEGUNDO

Após uma finalização de Calleri que bateu na trave, Aderlan avançou e deixou Hyoran cara a cara com Jandrei. O meia do Red Bull Bragantino tentou um lance que seria uma grande chance para o segundo gol da equipe na partida, mas bateu para fora.

DE CABEÇA, EDER EMPATA A PARTIDA PARA O SÃO PAULO

Após Rogério Ceni realizar algumas substituições, Eder entrou no lugar de Andrés Colorado e empatou a partida para o Tricolor paulista. Welington acertou um cruzamento para a área do Massa Bruta, Eder ganhou a bola no alto e de cabeça garantiu o primeiro gol do São Paulo na partida, garantindo o empate da equipe.

Pouco tempo depois, Welington ajudou a criar a segunda chance seguida para a equipe, após um cruzamento que deu oportunidade para Alisson marcar o segundo, mas Cleiton defendeu.

SÃO PAULO PRESSIONA MAIS APÓS EMPATAR E BRAGANTINO REAGE

As mudanças realizadas por Rogério Ceni surtiram efeito e o Tricolor paulista passou a adotar uma atitude mais ofensiva após garantir seu empate, aos 24 minutos do segundo tempo.

Com o jogo mais disputado, o Bragantino reagiu aos ataques do São Paulo e buscou avançar também. Aos 35 minutos, a defesa do São Paulo se atrapalhou após um erro de Arboleda e Diego Costa. Hyoran cobrou um escanteio que foi para fora.

Aos 39 minutos, Eder novamente apareceu. Igor Gomes acertou um passe para o jogador, que fez uma perigosa finalização, mas a bola bateu na trave.

JOGO TERMINA COM PRESSÃO SÃO-PAULINA E CONFUSÃO

Aos minutos finais da rodada, Calleri recebeu uma boa bola, que passou raspando pelo gol. Porém, após diversas reclamações de Rogério Ceni contra arbitragem, uma confusão se iniciou. A priori, o treinador havia recebido um cartão amarelo, mas depois de uma nova reclamação, foi expulso.

A partida terminou em empate para as equipes. O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira (28), contra o Jorge Wilstermann, pela terceira rodada na Copa Sul-Americana. Já o Red Bull Bragantino joga na terça-feira (26), contra o Estudiantes, pela Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO 1 X 1 SÃO PAULO

Data e horário: 23/04/2022, às 16h30 (de Brasília)
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos RJ)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)

Renda/Público: 8.040 / R$ 269.955

Gols: Alerrandro (1-0, 1'/1ºT), Eder ( 1-1, 24´/ 2ºT)
Cartão amarelo: Realpe, Aderlan, Hyoran (RBB), Diego Costa, Eder (SP)
Cartão vermelho: Rogério Ceni (SP)

RED BULL BRAGANTINO (Técnico Maurício Barbieri) : Cleiton, Aderlan, Realpe, Lomónaco, Ramon, Jadsom Silva (Léo Ortiz, 12´/2ºT), Weverson (Eric Ramires, 0’/2ºT), Miguel (Hyoran, 12´/2º T), Bruno Tubarão (Helinho, 28’/2ºT), Alerrandro (Ytalo, 19’/2ºT), Carlos Eduardo;

SÃO PAULO (Técnico Rogério Ceni): Jandrei, Rafinha, Diego Costa, Arboleda e Léo(Welington, 18´/2ºT); Andrés (Eder, 19’/2ºT), Igor Gomes, Nestor (Pablo Maia, 33´/2ºT), Patrick (Alisson, 18’/2ºT), Nikão (Rigoni, 28’/ 2ºT), Calleri;

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários