Bahia vence Náutico pela Série B em noite de gol e expulsão bizarra de Douglas Borel
Futebol Latino
Bahia vence Náutico pela Série B em noite de gol e expulsão bizarra de Douglas Borel


Na noite desta sexta-feira (15), Bahia e Náutico protagonizaram um jogo que ficará para sempre na memória dos baianos. O resultado de 1 a 0 a favor dos visitantes teve um nome pelo qual foi construído: Douglas Borel. Em menos de 15 minutos de bola rolando nos Aflitos pela Série B, o lateral fez um gol e foi expulso pelo segundo cartão amarelo por tirar a camisa na comemoração.

Agora, as duas equipes voltam a campo por competições diferentes. Na quinta-feira (21), o Náutico encara o Retrô, em casa, às 16h30, pela primeira partida da final do Campeonato Pernambucano. Enquanto isso, o Bahia volta a jogar na terça-feira (19), quando recebe o Azuriz, às 19h30, pela Copa do Brasil.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

DOUGLAS BOREL PROTAGONISTA
A bola rolou no Recife e, poucos minutos depois, Douglas Borel já começou aparecer. O lateral-direito do Bahia tomou o cartão amarelo apenas com 120 segundos e ficou pendurado.

Aos 12 minutos, o jogador do Bahia colocou de vez seu nome na memória de todos que lembrarem dessa partida daqui para frente. O lateral recebeu na entrada da área e finalizou, abrindo o placar para o Esquadrão de Aço. Na comemoração, Douglas Borel tirou a camisa e, como consequência, recebeu o segundo cartão amarelo e teve que ir para o chuveiro mais cedo.

NÁUTICO TENTA, MAS...
Com um jogador a mais em campo e em desvantagem no placar, o Náutico passou a buscar o empate a todo custo. Entretanto, esbarrou na defesa fechada do Bahia. Na sua melhor oportunidade, o Timbu viu Danilo Fernandes espalmar chute de Jean Carlos.

Apostando nos contra-ataques e nas esporádicas bolas paradas, o Bahia acabou sendo mais perigoso e tendo mais chances que os donos da casa. Em lance rápido, Vítor Jacaré parou em Lucas Perri. Enquanto isso, pelo alto, Rezende cabeceou com perigo. Antes do intervalo, Marco Antônio ampliou a vantagem dos visitantes, mas o lance foi parado por impedimento, levando o 1 a 0 para os vestiários.

NÃO DEU!
O segundo tempo foi todo do Náutico, que não deixou o Bahia respirar desde os primeiros segundos. Na sua melhor chance, o Timbu novamente viu Danilo Fernandes parar Jean Carlos, dessa vez em uma defesa de mão trocada.

Perto do final do jogo, o Náutico ainda perdeu Djavan expulso, porém, mesmo assim, o Bahia não saiu do campo defensivo e conseguiu segurar o resultado, conquistando três pontos no Recife.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 0 X 1 BAHIA
​​​​​​​
Local : Aflitos, em Recife (PE)
Data e hora : 15/04/2022 - 21h30 (de Brasília)
Árbitro : Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes : Lucas Costa Modesto (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)
Cartões amarelos : Douglas Borel, Daniel, Rezende (Bahia), Hereda, Pedro Vitor, Kieza (Náutico)
Cartões vermelhos : Douglas Borel (Bahia), Djavan (Náutico)

GOLS : Douglas Borel (12'/1°T) (0-1)

NÁUTICO (Técnico: Dudu Capixaba)

Lucas Perri; Hereda, Bruno Bispo, Camutanga e Júnior Tavares; Djavan, Rhaldney e Jean Carlos; Eduardo Teixeira (Pedro Vitor, aos 0'/2°T), Kieza (Léo Passos, aos 35'/2°T) e Ewandro (Leandro Carvalho, aos 0'/2°T).

BAHIA (Técnico: Guto Ferreira)

Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique; Patrick (Ronaldo César, aos 21'/2°T), Rezende e Daniel (Jonathan, aos 15'/1°T) (Didi, aos 31'/2°T); Marco Antônio (Rildo, aos 31'/2°T), Raí e Vítor Jacaré (Emerson Santos, aos 21'/2°T).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários