Fluminense fecha período de transferências com oito reforços e sem substituto para Luiz Henrique
Luiza Sá
Fluminense fecha período de transferências com oito reforços e sem substituto para Luiz Henrique


A janela de transferências no Brasil está fechada. A partir desta quarta-feira, os clubes só podem contratar novos reforços em julho. Com oito novos nomes, o Fluminense encerrou a leva de novidades ainda antes do início do Campeonato Carioca, competição da qual acabou sendo campeão. Mesmo com a venda de Luiz Henrique para o Real Betis (ESP) em março, a reposição só pode vir quando o jogador deixar o clube.

O período de contratações foi até esta terça e agora a janela abre novamente em 18 julho e fecha em 15 de agosto. Os nomes que chegaram ao Flu foram Felipe Melo (Palmeiras), Willian Bigode (Palmeiras), Pineida (empréstimo - Barcelona de Guayaquil), David Duarte (Goiás), Nathan (empréstimo - Atlético-MG), Germán Cano (Vasco), Cristiano (Sheriff) e Fábio (Cruzeiro).

A prioridade para julho deve ser a chegada de um ponta para o setor de Luiz Henrique. Isso porque o Fluminense, hoje, não tem um substituto especificamente para a posição que o garoto costuma atuar, de ponta direita. Com a entrada de Ganso no time titular, Abel Braga passou a ter Jhon Arias e Germán Cano na frente. Parte dessa mudança foi, também, pela lesão que tirou o jovem de Xerém de algumas partidas. Hoje ele é considerado reserva. O nome imediato seria Caio Paulista.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

Além disso, a janela do meio do ano pode representar outras saídas nas Laranjeiras. Matheus Martins está no radar de clubes da Europa e já recebeu sondagens, sendo tratado como a bola da vez no Fluminense. Além dele, Nino, André e Martinelli também estão em evidência e tem chances de serem negociados, obrigando o clube a buscar reposições.

Vale lembrar que quem está perto de retornar de empréstimo caso não seja comprado em definitivo é Michel Araújo, que costuma atuar mais pelo lado direito. Ele está no Al-Wasl, dos Emirados Árabes até 30 de junho.

REFORÇOS DERAM CERTO?

Sabendo que não pode fazer apostas erradas, o Fluminense buscou nomes mais consolidados no mercado para dar mais qualidade e experiência ao time. Mas os reforços deram certo? No balanço geral pode-se dizer que sim. Felipe Melo só não é titular no atual momento porque está machucado. Germán Cano virou o grande xodó do clube decidindo a final do Carioca, enquanto Fábio assegurou a vaga no gol.

Cristiano também é titular, mas já saiu do time para outro reforço, o equatoriano Mario Pineida. Os dois seguem a disputa por uma vaga. Willian Bigode também entrou e saiu do time algumas vezes, mas hoje é reserva de Jhon Arias. David Duarte é opção imediata na zaga.

O único que ficou para trás foi o meia Nathan. Visto como um dos principais nomes, o jogador emprestado pelo Atlético-MG ainda não conseguiu jogar. Perdeu a posição logo na primeira rodada do Estadual, pouco apareceu até no time de reservas. Quando utilizado, ainda não convenceu.

Com três competições ao mesmo tempo e muitos jogos em sequência, o Fluminense precisará mostrar que montou não só um bom time, como um ótimo elenco. Até o final de maio serão 14 partidas para a equipe de Abel Braga, que segue a maratona nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), contra o Junior Barranquilla na Colômbia, pela segunda rodada da Copa Sul-Americana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários