Com Martine, Kahena e atletas do kitesurfe, Seleção Brasileira de vela encara desafio na França
Lance!
Com Martine, Kahena e atletas do kitesurfe, Seleção Brasileira de vela encara desafio na França


A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) confirmou nesta quarta-feira os atletas da delegação nacional que disputarão a Semana Olímpica de Hyères, na França, de 23 a 30 de abril.

O segundo evento da temporada europeia da Equipe Brasileira de Vela terá seis representantes, que serão liderados pelas atuais bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze. As atletas do 49erFX ficaram na semana passada com a prata do Troféu Princesa Sofia, em Palma de Maiorca, na Espanha.

Na Fórmula Kite, nova modalidade para Paris-2024, os maranhenses Bruno Lobo e Maria do Socorro Reis serão os representantes do país nas regatas francesas. Na 470, os baianos Juliana Duque e Rafael Martins estão inscritos.

A competição em Hyères é sempre usada pelos brasileiros como preparação da vela olímpica anual. Em 2017, por exemplo, Martine Grael e Kahena Kunze venceram o evento francês. Em 2021, Jorge Zarif foi ouro na Finn e Robert Scheidt bronze na Laser.

Segundo a CBVela, o objetivo na tradicional Semana Olímpica de Hyères é seguir avaliando os melhores atletas para definir a Equipe Olímpica de Vela em Paris 2024.

- O grupo na França será muito forte e teremos a chance de ver pela primeira vez na temporada com os atletas do kitesurfe. Temos muitas expectativas para esse evento de Hyères, não só como resultado mas como evolução de treinamento e desenvolvimento de equipamentos - explicou o gerente técnico da CBVela, Juan Sienra.

Bruno Lobo, atual campeão Pan-Americano e um dos melhores no mundo na prova, chega motivado ao evento após o nascimento do filho Isaac, na semana passada, em São Luís (MA).

O atleta mescla forte preparação física com treinos e participações em campeonatos internacionais para chegar pronto em Paris 2024. No mês passado, o representante do Fórmula Kite participou do Campeonato Asiático na Tailândia, ficando em quarto lugar.

- É minha primeira grande competição do ano. Após competir na Tailândia voltei para São Luís para seguir os treinamentos. Busco evolução depois dos treinos intensivos e vou buscar o Top-10 ou até mesmo o pódio, Será bastante motivante competir após o nascimento do meu filho Isaac e uma forma de homenagear toda a minha família que me apoia muito - explicou Bruno Lobo.

Os baianos Juliana Duque e Rafael Martins estão firmes na luta por uma vaga na 470, que a partir dos Jogos de 2024 passa a ser mista. O casal vem dominando a classe Snipe no cenário nacional e continental e os resultados na campanha olímpica mostram evolução da dupla.

Juliana Duque e Rafael Martins permanecem na Espanha treinando visando a temporada europeia da vela. No Troféu Princesa Sofía, a dupla ficou em 26º correndo na flotilha ouro. Os melhores do país no evento concluído na semana passada foram os gaúchos Rodrigo Duarte e Ana Barbachan em 13º.

- Estamos aqui em Palma desde o 23 de março. Participamos do Trofeo Princesa Sofía, que foi o nosso primeiro campeonato grande de classe olímpica. Ficamos na Flotilha Ouro e foi um ótimo treino para os próximos eventos que estão por vir - disse Juliana Duque, que foi campeã mundial de Snipe em 2021, em São Paulo (SP).

Depois da Semana de Hyères, na França, a CBVela promoverá de de 7 a 15 de maio a Copa Brasil de Vela de Praia, em Arraial do Cabo (RJ). Em junho, na primeira semana, a entidade fará as competições de avaliação para as classes 49er Masculino e 470 Misto no Rio de Janeiro (RJ).

Brasileiros na Semana Olímpica de Hyères

Martine Grael e Kahena Kunze – 49er FX
Maria do Socorro – Kite F
Bruno Lobo – Kite M
Juliana Duque e Rafael Martins – 470 misto

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários