Após agressão, Rafael Soriano pede desculpas para assistente: 'É a grande vítima de toda essa situação'
Lance!
Após agressão, Rafael Soriano pede desculpas para assistente: 'É a grande vítima de toda essa situação'


Rafael Soriano, treinador que agrediu a assistente Marcielly Netto na partida entre Deportiva Ferroviária e Nova Venécia, válido pelo Campeonato Capixaba, gravou um pedido de desculpas para a vítima. O vídeo foi divulgado nesta quarta-feira (13).

Rafael confessou que não estava em condições emocionais nos últimos dias e afirmou que quer pedir desculpas para Marcielly pessoalmente.

- Estou vindo aqui só agora porque no último dia não tinha a mínima condição de falar, condições emocionais. Quero vir a público pedir perdão à Marcielly, que é a grande vítima de toda essa situação. Assim como eu, ela é uma profissional que saiu para exercer o trabalho, não saímos de casa para se envolver em qualquer tipo de problema. Não poderia deixar de pedir perdão à Marcielly. Espero que, depois de responder em todos os meios que são cabíveis, eu tenha a oportunidade de pedir esse perdão pessoalmente e ser perdoado para ficar em paz comigo e com ela - disse Rafael.

O treinador também pediu desculpas para as mulheres e afirmou que a atitude cometida não representa seu caráter.

- Também queria pedir perdão a todas as mulheres que se sentiram ofendidas, as que me conhecem sabe que eu sou contra qualquer tipo de violência, especialmente contra as mulheres. Tenho mãe, tenho irmã, tenho namorada, tia, mulheres que estão sofrendo com tudo isso. Infelizmente, virou manchete de forma negativa. E pedir desculpas à toda arbitragem. Tenho amigos árbitros, que, com certeza, estão ofendidos e decepcionados até por conhecerem a minha pessoa. Há 19 anos eu exerço a profissão e uma atitude dessas não representa a pessoa que eu sou e o caráter que eu tenho. Infelizmente, foi uma reação falha e intempestiva. Por isso, quero me retratar com todos. E que Deus possa abençoar. Que isso seja resolvido da melhor maneira possível, nos meios que sejam legais e que tudo isso passe da melhor forma - afirmou Rafael.

A situação aconteceu no último domingo (10), no intervalo do jogo entre Deportiva Ferroviária e Nova Venécia, válido pelo Campeonato Capixaba. Rafael Soriano reclamava da arbitragem e recebeu um cartão amarelo. Em seguida, o treinador deu uma cabeça na bandeirinha Marcielly.

A assistente realizou boletim de ocorrência após o término da partida e fez exame de corpo de delito na última segunda-feira (11). Rafael Soriano foi demitido do Deportiva Ferroviária e suspenso pelo Tribunal de Justiça de Desportiva do Espírito Sant o por 30 dias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários