Após ficar com a prata no Pan-Americano da IBJJF, Lucas Pinheiro luta em Abu Dhabi e mira título Mundial
Lance!
Após ficar com a prata no Pan-Americano da IBJJF, Lucas Pinheiro luta em Abu Dhabi e mira título Mundial


Campeão Pan-Americano da IBJJF em 2020 no peso-galo, Lucas Pinheiro entrou em ação no último final de semana na Flórida, nos Estados Unidos, em busca do bicampeonato da competição. Lutando entre os pesos-plumas, uma categoria acima da sua, ele não conseguiu faturar o título, mas fez bonito ao chegar à final depois de derrotar três oponentes, dois deles por finalização. Na disputa pelo ouro, o faixa-preta da Atos Jiu-Jitsu acabou perdendo por pontos e ficou com a medalha de prata. Apesar de não ter conquistado o bicampeonato Pan-Americano, Lucas Pinheiro ficou satisfeito com a sua atuação.

“Esse foi o meu primeiro Pan-Americano como peso-pluma. Achei que lutei bem, mesmo não sendo a categoria que estou acostumado a lutar. Na minha primeira luta eu venci por pontos. Na segunda eu finalizei o vice-campeão mundial do pluma no estrangulamento arco e flecha. Na terceira luta eu finalizei o atual campeão europeu na botinha. Mas na final eu tomei uma “peia” nos pontos (risos). Acho que faltou força para me sair melhor na final. Mas no mundial eu vou lutar no peso-galo, então acredito que tenha um rendimento ainda melhor”, avaliou o faixa-preta.

Este ano o pupilo de André Galvão já faturou o Los Angeles Open da IBJJF e venceu uma superluta no F2W (Fight To Win) contra o atual campeão Mundial No Gi do peso-galo. Seu foco agora é buscar o inédito título Mundial da IBJJF. Mas antes disso ele viaja para Abu Dhabi, onde irá lutar o President’s Cup, um dos campeonatos mais importantes e valorizados nos Emirados Árabes Unidos, pois é a base para formar uma seleção local para disputar torneios ao redor do mundo.

“Já estou de volta a San Diego, mas na quinta-feira embarco para Abu Dhabi para lutar o President’s Cup. É um evento apenas para atletas locais, mas esse ano eu fui contratado para representar o time Baniyas Club. Lá eu vou treinar com o Pablo Mantovani e o pessoal do National Team de Abu Dhabi. Estou muito feliz com essa oportunidade. Me sinto muito valorizado como atleta de Jiu-Jitsu por eles. Talvez eu lute um Grand Slam também, mas ainda não tenho certeza. Mas vou treinar, lutar e depois volto para disputar o Mundial da IBJJF”, concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários