'Sem Mundial': torcida do São Paulo pesa em zoação com o Palmeiras durante vitória na final do Paulista
Fábio Lázaro
'Sem Mundial': torcida do São Paulo pesa em zoação com o Palmeiras durante vitória na final do Paulista


A vitória do São Paulo por 3 a 1 sobre o Palmeiras, nesta quarta-feira (30), no estádio do Morumbi, pelo primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulist a , só coroou uma série de zoações do torcedor são paulino com o rival, que começou bem antes da bola rolar.

A ausência de título mundial reconhecido pela Fifa por parte dos palmeirenses foi motivo de tiração de sarro dos tricolores desde a concentração esperando a chegada do ônibus do estádio, passando pelo aquecimento dos jogadores pré-jogo, a banda que animava o camarote no Morumbi no intervalo e, é claro, às arquibancadas no fim do jogo.

> TABELA - O Brasileirão vem aí! Confira a tabela
> GALERIA - Veja os astros que não têm mais chances de ir ao Mundial do Qatar

Assim como foi feito no fim de semana, quando o São Paulo recebeu o Corinthians na sua casa, pela semifinal do Paulistão, a Polícia Militar cercou os arredores da Praça Roberto Gomes Pedrosa, onde fica a entrada principal do estádio são paulino, e também entram os ônibus das equipes envolvidas no jogo.

A torcida do Tricolor, então, que esperava a entrada ser reaberta para ingressar no estádio do Morumbi permaneceu nos arredores, e quando o ônibus que transportava os jogadores palmeirenses chegou, na frente do veículo são paulino, iniciaram-se os gritos de ‘Sem Mundial’, que duraram pouco tempo, já que segundos depois o ‘busão’ do São Paulo chegou, e o foco passou para o apoio ao time mandante.

Durante a entrada dos jogadores do Palmeiras para o aquecimento antes do jogo, mais gritos de ‘Sem Mundial’ foi escutado dos torcedores são paulinos, que eram únicos no jogo de ida, em provocação ao rival. Na saída, a mesma coisa.

No fim do primeiro tempo, o São Paulo abriu o placar, em cobrança de pênalti convertida pelo atacante Calleri. Foi o suficiente para que o grupo de pagode que já animava o camarote do Morumbi desde o pré-jogo abrisse a apresentação no intervalo com a famosa música que diz que o ‘Palmeiras não tem Mundial, paródia da canção ‘Tia Nastácia’, composta por Dorival Caymmi e popularizada por Zeca Pagodinho.

Quando o São Paulo abriu 3 a 0, os gritos de ‘Sem Mundial’ voltaram a ser ouvidos, mas rapidamente foram abafados com sons de apoio ao Tricolor, quando a equipe do Morumbi sofreu o gol de honra palmeirense, marcado por Raphael Veiga.

Quando o árbitro Douglas Marques das Flores apitou o fim da partida, aí sim todo o estádio são paulino cantou em alto e bom som que o Palmeiras não possui título mundial.

Há uma grande discussão a respeito as considerações de títulos mundiais. O Palmeiras reconhece a Copa Rio vencida pelo clube em 1951 como um, levando até uma estrela vermelha sobre o símbolo no uniforme.

No entanto, a Fifa considera apenas os torneios que a entidade organizou, em 2000, como teste, e posteriormente a partir de 2005 ininterruptamente, e recentemente também reconheceu as Copas Intercontinentais disputadas a partir de 1960, e que colocava frente a frente as equipes campeãs da América do Sul e Europa.

A Copa Rio de 1951 não é reconhecida pela Fifa como Mundial, enquanto os títulos intercontinentais de 1992 e 1993 do São Paulo, além do Mundial vencido pelo Tricolor em 2005 são.

O São Paulo, inclusive, é o time brasileiro com mais conquistas mundiais, com três vencidas, justamente nas três vezes em que disputou a competição.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários