Rodrigo Caetano diz que manutenção do gramado do Mineirão é sustentado pelo Atlético-MG
Valinor Conteúdo
Rodrigo Caetano diz que manutenção do gramado do Mineirão é sustentado pelo Atlético-MG


O diretor de futebol do Atlético-MG, Rodrigo Caetano, fez duras críticas à administradora do Mineirão, a a Minas Arena, pela indisponibilidade do estádio para receber Galo e Brasiliense, pela terceira fase da Copa do Brasil, no fim de abril, pois tem uma série de shows agendados no período, próximos ao jogo, o que deixaria inviável uma partida de futebol, pois o gramado ficaria prejudicado.

O dirigente alvinegro disse que o Gigante da Pampulha vem sendo sustentado pelo Atlético, com investimentos diretos do clube para custear a reforma do gramado no em 2021.

-O Galo, desde o ano passado, vem sustentando o Mineirão, a verdade é essa. Sustentando, investindo no gramado, que estava péssimo de qualidade. Agora que voltou o público, eles minimamente deveriam dar prioridade ao Galo. Devo me preocupar com o que controlo, mas lamentavelmente não controlo isso-disse Caetano à Rádio da Massa, explicando que foi necessário fazer o investimento pelo grande número de jogos do time no estádio no ano passado.

- Tivemos que fazer uma força tarefa ano passado pra que tivéssemos uma melhoria do gramado, que estava em péssimas condições. Lembremos algumas vezes que estava prejudicando nossa equipe. E aí entra a conta: o que é mais prejudicial? Aportar recurso pra melhorar ou jogar no gramado ruim? Então, a gente encara como investimento, não como prejuízo-disse.

Cateno também reclamou dos altos custos para mandar jogos no estádio e de um suposto favorecimento ao Cruzeiro pela Minas Arena.

- Durante ano passado, com ou sem público, íamos lá e cumpríamos custos pra jogar com estádio fechado. E sabemos que não é da mesma forma para os dois clubes. O gramado, principalmente, tivemos que fazer investimento do ano passado pelo número de jogos. Não estou dizendo que o Mineirão seja só do Galo não, mas que seja igual pra todos. Participem da manutenção- completou.

A Minas Arena, gestora do Mineirão, rebateu as falas de Rodrigo Caetano em nota.

Veja a nota do Mineirão

“O Mineirão nega que houve qualquer investimento direto por parte do Atlético para a reforma do gramado do estádio no ano passado, ao contrário do que disse o diretor de futebol do clube, Rodrigo Caetano, em entrevista à Rádio da Massa nesta terça-feira (29).

O trabalho de conservação do gramado do Gigante da Pampulha é realizado periodicamente pela empresa Greenleaf, contratada exclusivamente pelo Mineirão. Os valores de conservação fazem parte dos custos, rateados pelos clubes mandantes, para a realização das partidas. Não houve qualquer reforma além do trabalho de manutenção regular da temporada, com exceção de um plantio de sementes, custeados pelo Mineirão após pedido da Conmebol.

Vale lembrar que 2021 foi o ano com o maior número de jogos do Mineirão desde a reforma, em 2013. O estádio recebeu 61 partidas, com mandos de campo de Atlético e Cruzeiro. O número excessivo de jogos se deu por conta do calendário emendados das temporadas 2020 e 2021, reflexo da interrupção das atividades esportivas por conta da pandemia de Covid-19.”

Críticas à Federação Mineira de Futebol

Rodrigo Caetano também abriu sua verborragia para críticas ao regulamento do Campeonato Mineiro, que previu que não há vantagem para o time de melhor campanha na primeira fase no jogo único da final, que será disputado neste sábado, 2 de abril.

- Não controlamos também esse regulamento esdrúxulo da Federação Mineira, que deve estar feliz esta semana por tirar a vantagem daquele clube que dentro do campo conquistou a primeira posição. Não sei de quem partiu (a ideia), mas sei que foram 11 contra o Galo no arbitral em relação às duas finais. Abdicaram de duas rendas, de duas receitas para uma dividida. E é inacreditável isso.

Atlético-MG e Cruzeiro decidem o Estadual no próximo sábado, às 16h (de Brasília), com o Mineirão dividido entre as duas torcidas. Em caso de empate, o campeão será decidido nos pênaltis.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários